fbpx Skip to main content
Notícias

Arquitetura e urbanismo perde Jaime Lerner, o acupuntor urbano: “A cidade não é o problema, a cidade é a solução”.

Por maio 27, 2021No Comments

O arquiteto e urbanista Jaime Lerner faleceu na madrugada desta quinta-feira, dia 27 de maio, em Curitiba (PR), em decorrência de complicações de doença renal crônica. Curitiba era sua cidade natal e na qual realizou alguns dos projetos que vieram a consagrá-lo como um dos pensadores urbanos mais influentes do mundo, como atestaram a revista norte-americana de planejamento urbano Planetizen e a Time Magazine.

Como planejador urbano, sua relação com a capital paranaense iniciou um ano após a sua formatura, pela Escola de Arquitetura da Universidade Federal  do Paraná: em 1965 ele participou da criação do Instituto de Planejamento Urbano de Curitiba (IPPUC), sendo responsável pelo Plano Diretor da cidade. Poucos anos depois, veio a ser prefeito da cidade, por três gestões (1971-1974; 1979-1983 e 1989-1993) e, mais tarde, foi eleito governador do Paraná por duas gestões consecutivas: 1995-1998, reeleito para 1999-2002. Dentre as transformações realizadas em Curitiba, que tornaram referências internacionais, estão o pioneirismo com a criação do calçadão da Rua XV de Novembro, na década de 1970, e a implementação dos corredores exclusivos para ônibus.

Seu legado, contudo, extrapola as fronteiras paranaenses. Jaime Lerner e sua equipe contribuíram com soluções inovadoras em diversas cidades brasileiras e, também, do exterior, como Caracas, Shangai, Seoul e Havana, entre outras. No seu foco sempre esteve a contribuição para a melhoria das cidades. Dentre alguns exemplos na região Sul da Jaime Lerner Arquitetos Associados, fundada por ele em 2003, destaque para o Parque Urbano da Orla do Guaíba, em Porto Alegre (RS), a valorização da Orla do Iguaçu, em São José dos Pinhais (PR), o masterplan de Balneário Camboriú (SC), e a atuação na criação de bairros planejados como a Cidade Pedra Branca, em Palhoça (SC), o Quartier, em Pelotas (RS), e o VivaParque, em Porto Belo (SC).

 

Acupuntura urbana

Jaime Lerner costumava dizer que uma cidade precisa ser uma estrutura integrada de vida, trabalho e mobilidade, com tecido permeável, flexível, leve e dinâmico, priorizando o bem viver no espaço urbano. E defendia que cada problema tem uma solução específica. Daí o conceito de realizar intervenções acuradas, “como uma agulha de acupuntura, colocada com precisão para curar uma dor específica”.

Acupuntura Urbana” é uma das principais obras de Jaime Lerner. Escrita em 2003, ela ganhou versão ampliada em 2020, com novas fotos e ilustrações e prefácio de Jan Gehl, premiado urbanista dinamarquês cujo trabalho “conversa” com os valores de Jaime Lerner. Ambos sempre atuaram por uma “cidade para pessoas”, em que o planejamento urbano privilegie pedestres e ciclistas e a criação de espaços públicos qualificados que convidem à convivência e proporcionem bem-estar.

 

Imagem destaque: Dico Kremer / Divulgação Jaime Lerner Arquitetos 

X
X