fbpx Skip to main content
Notícias

Arquitetos de Curitiba inovam com “casas sobrepostas” e adoção de wood frame em moradias populares

Por maio 7, 2021No Comments

A ArquiBusiness acaba de projetar um novo modelo de moradia popular que pode virar tendência. O novo condomínio, em parceria com a COHAB (Companhia de Habitação Popular) de Curitiba (PR), apresenta uma série de diferenciais. Dentre eles, moradias de tipologia mista, amplos espaços de lazer e acessibilidade, além da inovação do edifício com o uso de wood frame sobre uma laje protendida, elementos nunca vistos antes nos empreendimentos desse segmento na capital paranaense.

Com um terreno de quase 11 mil metros quadrados de área, o imóvel está sendo construído pela Treèle Construtora no bairro Santa Cândida. Quase 50% do terreno é disposto por equipamentos de lazer, que pretendem elevar a qualidade de vida dos moradores do local. No total, são cinco blocos, totalizando 184 unidades habitacionais.

“Esse projeto é inovador em vários sentidos. Primeiro, por utilizar wood frame sob laje de concreto protendido como processo construtivo, e ainda, por ter uma preocupação com áreas de lazer e ampla acessibilidade”, afirma  a arquiteta e urbanista Edilaine Pelentir, sócia-diretora da ArquiBusiness. Ela destaca que o wood frame oferece mais agilidade na construção e contempla melhor qualidade térmica e acústica às unidades, com uma série de certificados já obtidos pela Tecverde. Segundo Edilaine, em uma semana ergue-se um bloco e em cerca de cinco meses são concluídos os acabamentos.

Outro diferencial do projeto são os modelos de moradia. Além dos apartamentos, o projeto propõe o mix de tipologia com casas sobrepostas, possibilitando atender vários perfis de famílias. “Esse novo modelo melhora nosso atendimento às famílias inscritas na COHAB, conseguimos atender as famílias de formas diversas. O projeto desenvolvido também favorece a socialização das famílias pelas áreas comuns diversificadas que ele oferece”, ressalta Cassiana Palhano Esmanhotto de Madureira, chefe do setor de fomento habitacional da COHAB.

O projeto foi bastante assertivo dentro das demandas da COHAB, celebra o arquiteto e urbanista Keiro Yamawaki, sócio-diretor da ArquiBusiness. “E agradou também o IPPUC (Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba) no que se refere a condomínios com tipologia mista em Curitiba. Assim, seus diferenciais tornaram a aprovação para construção mais rápida devido a cooperação entre os órgãos, construtora e a ArquiBusiness. Em pouco mais de um ano conseguimos efetivar o projeto com a obtenção do alvará e esperamos que ele se torne referência para outros condomínios populares”, reforça Keiro.

Acessibilidade x garagem coberta

A acessibilidade, que é uma exigência atualmente, está presente no condomínio desde os apartamentos adaptados para necessidades especiais no térreo dos blocos, como também em toda a área recreativa e vagas de garagem, mesmo com vagas em subsolo cobertas pela laje de concreto.

Pensando no aproveitamento máximo do terreno, os desníveis foram utilizados para criação de estacionamentos em níveis escalonados, em que cerca de 80% delas são cobertas, mais um ganho para o empreendimento. Segundo a empresa, esse é o único empreendimento popular no Brasil com esse diferencial

Respeito ambiental

No projeto, foi garantida especial atenção ao meio ambiente: 100% das araucárias existentes no terreno foram preservadas e potencializaram os visuais dos blocos e áreas de lazer. “Adequamos as edificações para que todas as Araucárias do lote fossem mantidas, utilizamos como ambientação do próprio condomínio, respeitando o meio ambiente e proporcionando a valorização que lhe cabe”, reforça Edilaine.

“Tivemos grandes desafios com esse projeto, sair do tradicional desde o conceito de projeto a promover uma moradia popular com mais qualidade. Entendemos que ele abrirá oportunidade para que os empreendimentos populares sejam cada vez melhores”, comenta Keiro.

Este é o primeiro condomínio com a tipologia “casa sobrepostas” da região – com aprovação inédita em Curitiba. “Nós ajudamos na aprovação desse projeto na Prefeitura. Sempre o vimos com bastante interesse porque a ArquiBusiness desenvolveu um projeto diferenciado, desde a incorporação até a implantação. Compramos a ideia e batalhamos junto para aprovar”, enfatiza Mário Torquato, arquiteto da COHAB.

 

X
X