Notícias

Santa Catarina ganha empreendimento com foco em coletividade

Por junho 23, 2020 Sem comentários

Convívio entre pessoas, coletividade, integração com a natureza, vida ao ar livre, inovação e sustentabilidade. Esse é o conceito do empreendimento que será inaugurado no dia 25 de junho pela Cidade Criativa Pedra Branca, em Palhoça, na Grande Florianópolis (SC), bairro-cidade referência internacional em planejamento urbano sustentável.

O Pátio Civitas é o sétimo empreendimento a ser entregue pela Cidade Pedra Branca na nova centralidade de bairro, planejada a partir dos conceitos do Novo Urbanismo e da sustentabilidade, com o objetivo de criar um bairro-cidade onde é possível morar, trabalhar, estudar e se divertir “ao alcance de uma caminhada”. O Plano Diretor da Cidade Pedra Branca foi desenvolvido por alguns dos maiores escritórios de arquitetura de Santa Catarina sob a consultoria de especialistas de renome internacional, como Jaime Lerner Arquitetura e Urbanismo, DPZ Latin America e Gehl Architects. De caráter inovador, a iniciativa rendeu premiações e reconhecimento internacional.

Apesar da determinação de paralisação temporária das atividades da construção civil este ano em decorrência da pandemia de coronavírus, a conclusão das obras do empreendimento Pátio Civitas ocorre no prazo acordado com os clientes. “Passado o período de suspensão, as obras seguiram em ritmo acelerado, apesar da equipe ter ficado reduzida, devido às restrições aos trabalhadores dos grupos de risco”, explica Flávio Ludvig, engenheiro responsável pela obra. A celebração da conclusão das obras será marcada por um evento com formato diferenciado: um show ao vivo exclusivo, sem público, com transmissão pelo canal da Cidade Pedra Branca no YouTube, conforme a nova ordem mundial devido à pandemia. A atração especial será Dazaranha & Camerata Florianópolis

Estímulo à convivência

O Pátio Civitas está localizado no Passeio Pedra Branca, o “shopping a céu aberto” da Cidade Pedra Branca, com supermercado, lojas, diversas opções de serviços e mais de 20 operações gastronômicas. O empreendimento foi organizado em duas torres paralelas com 11 pavimentos tipos, térreo e subsolo, conforme projeto arquitetônico desenvolvido pela ARK7 Arquitetos, escritório comandado pelos arquitetos e urbanistas Adriano Kremer, Giovani Bonetti, Leandro Rotolo, Marcos Jobim, Silvana Carlevaro Jobim e Tais Marchetti Bonetti.

As torres foram implantadas no terreno de maneira a conformarem um pátio central, importante elemento integrador do projeto. Nele encontram-se espaços livres abertos de lazer, as piscinas adulto e infantil, playground e horta coletiva, projetados pela JA8 Arquitetura e Paisagem, da arquiteta Juliana Castro e da engenheira Clarice Wolowski. A área comum ainda conta com salão de festas, brinquedoteca, espaço gourmet, bicicletário, além de espaços compartilhados de convivência, lavanderia e oficina, projetados pelo escritório StudioM. No total, são mais de 18 mil metros quadrados de área construída.

As plantas foram pensadas para proporcionar o aproveitamento funcional e inteligente dos espaços. A organização eficiente e a integração dos ambientes foram priorizadas no projeto dos apartamentos, de dois e três dormitórios, com unidades entre 65 metros quadrados e 140 metros quadrados.

A forte relação com a rua é outro importante diferencial do Pátio Civitas. Com gentileza urbana, o Pátio Civitas dará origem a uma qualificada alameda, com arborização, mobiliário urbano e outros equipamentos públicos disponíveis para moradores e frequentadores do bairro. Essa alameda, também projetada pela JA8 Arquitetura e Paisagem, estabelece a conexão do empreendimento às demais estruturas do entorno.

Coletive-se

De caráter inovador, o empreendimento nasce sob o conceito “Coletive-se”, o qual incentiva o uso compartilhado de espaços e, também, de utensílios e equipamentos em benefício do conforto, da praticidade e da eficiência. Na área de serviços, por exemplo, o morador encontra lavanderia de uso comum, totalmente equipada.

Na oficina, além de bancadas de trabalho, estão disponibilizados, para uso compartilhado, escada, aspirador de pó, caixa de ferramentas, parafusadeira e outros utensílios de uso não frequente. O bicicletário segue o mesmo conceito. Além de oferecer de diversas vagas para bicicletas, no subsolo das torres e no pátio interno, o Pátio Civitas ainda disponibiliza seis bikes elétricas para uso compartilhado pelos moradores.

Alto desempenho e sustentabilidade

O planejamento do empreendimento seguiu às determinações da NBR 15.575, a chamada Norma de Desempenho de Edificações, para garantia de qualidade e conforto e segurança. “Foram feitos estudos com o objetivo de determinar o desempenho térmico das paredes das fachadas e o desempenho acústico dos sistemas de vedações verticais externas (fachada), internas (paredes internas) e sistemas de pisos (lajes) das unidades habitacionais do empreendimento”, explica Juliana Dal Piva, arquiteta no Grupo Pedra Branca.

Segundo ela, foi feita, também, uma simulação para determinar o desempenho lumínico das unidades habitacionais, quanto ao critério de iluminação natural. Janelas com amplos vãos de abertura privilegiam a incidência de luz natural nos espaços internos. A edificação apresenta sistema de captação de água da chuva para reuso em irrigação de jardim e nos vasos sanitários e aquecimento de água das unidades por um sistema integrado de aquecedor de passagem individual a gás e placas solares.

 

Fotos: Lio Simas | Divulgação

 

 

X
X