Projetos

Arquitetas gaúchas propõem o despertar dos sentidos com o Lounge Gourmet

Por agosto 10, 2017 Sem comentários

Apreciar um bom vinho, curtir momentos junto à lareira e compartilhar sabores à mesa, experiências que aguçam os sentidos e emoções, determinando o jeito de morar. Estas foram as premissas para o conceito do Petit Secrets – Lounge Gourmet, ambiente projetado pelas arquitetas Camila Sanguiné, Heloisa Bocorny e Juliana Carvalho, da HB Interiores, de Porto Alegre, para a CASA COR RS 2017. A mostra acontece até o dia 27 de agosto, nas dependências do Petropole Tênis Clube, na capital gaúcha.

Com 50m² e uma planta seccionada por dois ambientes, o espaço de convivência busca oferecer conforto e privacidade sem abrir mão da tecnologia onde tudo é automatizado. Uma grande estante horizontal que engloba as duas janelas existentes no espaço unifica as relações entre o estar e o gourmet. Uma decoração marcante recepciona os visitantes, seguida pela imponente lareira em mármore Victoria Falls, que contribui para o impacto visual de entrada do espaço. Junto dela, uma obra de destaque do artista plástico Sérgio Lopes, que estabeleceu parceria exclusiva com as profissionais para a CASA COR RS, originando o nome do ambiente e o desenho do rótulo das garrafas expostas nas duas adegas projetadas sob medida para o lounge, revestidas em lâmina de madeira natural catedral. O mobiliário solto do estar reúne peças assinadas por designers contemporâneos, como Ronald Sasson e Daniela Ferro Gil, e por Jorge Zalszupin, um ícone do design moderno brasileiro. É dele o Carrinho de Chá JZ, criado em 1950 e reeditado pela Etel Interiores em 2006, combinando estrutura em ferro, rodas laterais em latão e superfície inferior e bandeja removível em madeira imbuia curvada e esculpida e rodízio do mesmo material.

 

A cozinha gourmet, com mobiliário planejado, é totalmente revestida com perfis e vidros no acabamento Nocciola e possuem também alguns detalhes em laca metalizada fendi. Nesse ambiente, o destaque fica para a estante suspensa sobre a ilha, com coifa de quase três metros de extensão. Composta por ferro, espelho fumê e prateleiras em vidro, a peça tem caráter industrial e tripla função: iluminar, aspirar e decorar.

Os efeitos de luz, desenvolvidos pela luminotécnica Sandra Thomé, são outro ponto forte do projeto, com iluminação indireta, simulando luz natural. Assim, pode-se ter a dimensão do efeito no painel vazado junto à área gourmet, trazendo uma luz agradável e difusa para o ambiente da cozinha e, pontualmente, nas obras de arte. As arquitetas são responsáveis pelo desenho de algumas luminárias, como o pendente móbile suspenso sobre o estar, composto por barras chatas sobrepostas e perfis de Led dimerizáveis que, além de iluminar delicadamente, destaca-se por sua forma escultórica.

 

Fotos: Marcelo Donadussi | Divulgação HB Interiores

 

 

error: Para compartilhar esse conteúdo, use o link ou as ferramentas de compartilhamento do site da revista ÁREA e contribua para a valorização do jornalismo especializado.
X
X