Projetos

Sustentabilidade e estética clean em projeto para ambiente de ensino

Por março 9, 2018 Sem comentários

Para comemorar  15 anos à frente do curso de redação Mais, em Florianópolis (SC), o professor e empreendedor Waltinho Maldonado convocou a arquiteta Larissa Gransotto para alinhar a bagagem conceitual e pedagógica do espaço com as novidades tecnológicas, estéticas e sustentáveis atuais.

Com 340 metros quadrados, a escola é composta por salas de aula e de  atividades que se relacionam com seus usos e que podem ser alterados conforme necessidade. A partir da recepção (mais privativa pela acústica e atendimento aos visitantes), as cinco salas para aulas, duas para gestão e estúdio, que possuem configuração distinta de mobiliário.

“O objetivo principal foi a criação de um ambiente agradável, leve e natural para que os alunos pudessem se sentir acolhidos e terem o desenvolvimento do seu processo de criação textual facilitado pela utilização e apropriação do espaço”, conta Larissa, que aplicou princípios da terapia japonesa Shinrin-yoku, ou ‘banho de floresta’, que tem como principal objetivo aumentar a ligação do homem com a natureza, o que proporciona uma forte sensação de bem-estar, reduz os níveis de estresse e aumenta a concentração. Assim, apostou na inserção de elementos naturais e vegetação nos ambientes.

 O projeto teve como premissa espaços de estudo e trabalho integrados e amplos, com mobilidade de usos, harmonia de materiais e cores, simplicidade dos elementos, economia de recursos, vegetação e aproveitamento da iluminação natural propiciada pela localização do imóvel, no nono andar de um edifício comercial no centro da Capital.

“A iluminação natural foi muito valorizada pelo fato de as principais atividades ocorrerem durante o dia. Em complemento, há iluminação LED quente e fria. A sala pátio, que possui 60 metros quadrados, possui som ambiente, projetor e iluminação para diferentes atividades. O uso de perfilados metálicos e luminárias tipo projetor facilitam a distribuição da fiação e eventual mudança”, detalha a arquiteta. Larissa se inspirou do estilo escandinavo, em que predomina uma arquitetura clean, aconchegante e com uso de tons neutros com pequenos pontos de cor, mas priorizou características, materiais e tecnologia locais.

Lâminas de bambu certificadas da Moradaeco revestem os móveis da recepção e as bancadas principais da sala pátio e o uso da tinta mineral cor cimento para parede destaque e forro do espaço vieram como proposta sustentável. Os demais elementos em branco e cinza são o contraponto neutro para ressaltar a vegetação.

Fotos: Pedro Caetano | Divulgação