Notícias

Revista ÁREA elege destaques da CASACOR RS 2018

Por setembro 12, 2018 Sem comentários

Nesta última semana da CASACOR Rio Grande do Sul, que apresenta 47 ambientes em seis residências da rua Carlos Huber, no bairro Três Figueiras, em Porto Alegre, a revista ÁREA elege os destaques da mostra. Foram selecionados 15 ambientes, considerando as soluções, a inovação e a criatividade dos profissionais autores dos projetos.

“O conjunto desta edição da mostra está primoroso; todos os espaços apresentam propostas muito interessantes. As áreas externas roubaram a minha atenção durante a visita e, apesar do frio, elas estavam bastante convidativas. Importante valorizar, também, o planejamento do fluxo da visitação, considerando a complexidade de integrar seis imóveis, de diferentes tipologias, e em lados opostos da rua”, comenta a jornalista Letícia Wilson, editora da ÁREA. O tema ‘Casa Viva’, indicado para todas as franquias deste ano, resultou em espaços mais ‘reais’ e mais ‘naturais’, em propostas que valorizam a natureza, estimulam o convívio e oferecem conforto, físico, mental e espiritual.

A CASACOR RS segue até domingo, 16 de setembro, realizando o tradicional ‘Special Sale’, com a oferta de móveis, objetos de decoração, obras de arte, eletrodomésticos, lustres e tapetes com descontos que variam de 30% a 70%.

Confira os destaques eleitos pela revista ÁREA:

Aconchego da Serra – O designer de interiores Michel Keller surpreendeu com um aconchegante espaço de 157 metros quadrados. A estrutura foi construída na área de jardim de uma das residências, com sistema de construção a seco. A ambientação simula uma varanda ou living integrado com área gourmet, em soluções criativas. Mobiliário em madeira e painéis de couro reforçam a proposta de aconchego. O piso em mosaico, de cacos de porcelanato, do estúdio Luiza Pilau, é uma atração à parte.

Casa Ocra – O designer de interiores Juarez Cruz arrasou com este amplo e bem planejado espaço de 263 metros quadrados, considerando área interna e externa. É um ambiente de convivência, em anexo à casa principal,  um ‘templo’ da arte e do design autoral. Trata-se de um refúgio para a família e seus convidados, com espaço de estar e área gourmet, banhado por muita luz natural, graças às amplas janelas projetadas. Piso e paredes revestidos de painéis amadeirados reforçam a valorização dos materiais naturais. Dentre as peças, destaque para a estante Aresta, criada pelo designer Bruno Faucz para a Saccaro. Dentre a seleção de arte, o contraste entre a obra Ninho, de Otto Sulzbach, produzida com resíduos de borracha industrial, e obras de Iberê Camargo, do acervo da Fundação Iberê Camargo.

AREA In – Inspirada nas unidades dos flats cosmopolitas, a arquiteta Lídia Maciel criou um espaço íntimo e acolhedor, prático e versátil, para o hóspede. Em 75 metros quadrados, planejou hall, saleta de leitura com lareira, dormitório, closet e área de banho. Peças de design autoral, garimpos de antiquário e obras de arte selecionada estão em destaque. Atenção especial ao carpete projetado por Lídia e executado pela Jasmin Tapetes. Ele se estende por todos os ambientes e reforça a proposta de conforto, complementada pelos tons neutros adotados. Em tempo: a janela do hall foi milimetricamente planejada para exibir o melhor ângulo da vegetação externa existente.

Atelier Culinário – O espaço impressiona pelo layout irregular e pelas soluções megacriativas. Com 40 metros quadrados, ele foi planejado pela equipe da W4 Arquitetura Criativa para ser um local de experiências gastronômicas, um estúdio projetado sob o conceito de cozinha livre. Apesar da pegada contemporânea, apresenta propostas que lembram as antigas cozinhas e traz elementos com caráter de armazém, como a malha em ferro disposta na parede que serve de suporte para acessórios e mural de receitas e os armários, em grandes volumes de madeira natural carvalho, que acomodam a despensa e, também, os fornos. O principal destaque é a ‘mesa’, no centro do espaço, que integra pia, cooktop e até horta. Com design da La Agencia e produzida pela Florense, a peça tem base em lâmina de madeira carvalho natural, pés em estilo cavalete e extensa bancada em Dekton.

Gourmet Conceitual – Uma releitura da cozinha tradicional, que difere apenas da atual integração com as áreas de socialização. O espaço projetado pelas arquitetas Juliana Motta e Priscila Viegas, da Motta Viegas, de 38 metros quadrados, é elegante e acolhedor, com forte presença de elementos naturais, como a madeira e o couro utilizado como revestimentos. Com o objetivo de estimular a interação entre o anfitrião e seus convidados, em volta da mesa, ‘afastando-os da tecnologia’, os eletrodomésticos, de última geração, estão dispostos pelo ambiente de forma discreta, em mobiliário minuciosamente planejado.

Home Atelier – Ousadia e inovação no ambiente projetado por Michel Reis Eberharth, Renata Togni, da Espaço 3 Arquitetura. Considerando que todo o indivíduo é um artista, a dupla propõe um local único, integrando os conceitos de lar, atelier e galeria, de 44 metros quadrados, em ambientes carregados de personalidade. Entre peças de mobiliário assinadas por grandes nomes do design, como Paulo Sergio Niemeyer, Latoog e Amélia Tarozzo, há criações artesanais em evidência. E muita criatividade, expressa na paginação dos revestimentos cerâmicos, em piso e parede, e na detalhada decoração. Destaque para a pinacoteca, que se apresenta de forma virtual, interativa, em telas dispostas pelo local, na significação de que é ‘arte contemporânea’, para os profissionais, envolve criação digital e compartilhamento.

Ócio Natural – Uma agradável surpresa é o ambiente projetado pelo arquiteto Daniel Wilges. Em apenas 20 metros quadrados de área, incluindo um charmoso hall na área externa, ele criou um espaço de biblioteca que é um autêntico refúgio para relaxamento e contemplação da arte, da literatura e da música. Materiais naturais e rústicos foram priorizados para a composição, como cimento queimado, madeira e pedras naturais. Destaque para a lona tensionada, utilizada como forro para dispensar o uso de gesso e pintura, e para a estrutura de forma geométrica projetada para a área da lareira. Na ambientação, peças criadas por Daniel, como a estante de livros, a poltrona Sky e a luminária Coruja. Na parede, a impressionante obra de arte do artista curitibano Guilherme Soffi que retrata a modelo e atriz norte-americana Carmen Dell’Orefice, uma das musas de Salvador Dali.

Shuffle – O Pátio do Músico – O nome do espaço revela o conceito adotado pelo arquiteto Lucas Prates, do Lupa Multistudio: “comando de música de ordem aleatória que determina que o espaço não tem somente um uso ou uma ordem a se seguir”. A versatilidade é a ordem no espaço externo, de 107 metros quadrados, anexo ao ambiente Caixa de Música, da arquiteta Paula Schwartz, onde foram realizados recitais e apresentações de diversos gêneros musicais durante a mostra. O Pátio do Músico também está integrado ao Garden Room, ampla área externa projetada por Fernando Thum. Lucas seguiu uma linguagem ‘crua’, equilibrando sobriedade e cores vibrantes, em contraste com a vegetação exuberante inserida no local. Projetou diversos bancos, em Dekton e granitos, para acomodação dos visitantes e convidados, e inseriu sistema de aquecimento a partir de placas solares, para garantir o conforto. No mesmo sentido, planejou uma cobertura retrátil de material rígido para maior proteção.

Suíte Duvet – Leveza. Essa é a sensação que predomina a quem entra no ambiente projetado pelo arquiteto Rafael Kroth. As amplas aberturas criadas por ele permitem a integração da natureza, valorizando o exuberante jardim e proporcionando abundante luz natural no ambiente, de 32 metros quadrados. Esse foi o ponto de partida do projeto, planejado com base neutra para destacar a vegetação. Todo o espaço é forrado em linho natural, reforçando a proposta de aconchego e elegância. O mobiliário de design italiano é outro atrativo, assim como as obras de arte. No  O banheiro é revestido em mármore, com banheira em pedra vulcânica. Arquitetura autoral, com uma pegada clássica e minimalista e totalmente sintonizada com a necessidade contemporânea de conforto, físico e emocional.

Talks Bambu – As arquitetas Aclaene de Mello e Gabriela Ordahy criaram um espaço multifuncional em meio a uma área de natureza exuberante da mostra. A dupla preservou a vegetação – incluindo  um farto bambuzal – e, em torno dela, projetaram o Talks Bambu, um espaço despojado para funcionar como estar social, coworking, descanso e contemplação. No total, são 220 metros quadrados, com área externa e ambiente interno, onde também eram realizados as rodas de conversa semanais durante a mostra. Apesar da agitação no local, a tranquilidade impera. Para não perder a conexão com a natureza, apostaram em materiais naturais na composição, com móveis em fibra natural e de madeira de reflorestamento entre poltronas assinadas por Aristeu Pires e luminárias de Wagner Archella. Destaque para a parede de pedras preservada e para o tapete de folhas desenhados especialmente para o espaço.

Quintal dos Espelhos – Com 195 metros quadrados, o espaço marca a estreia das arquitetas Fernanda Fontoura e Tais Fagundes, da Modi Arquitetura, e da arquiteta Iris Pasisnic, do escritório Iris Pasisnic Arquitetura, na CASACOR em alto estilo. Estar com lareira, piscina, spa, deck, pergolado… são vários recantos integrados de forma fluida e harmônica. A inspiração veio do aconchego dos antigos quintais, planejado para ser um lugar de exaltação à biofilia – o amor à natureza – propiciando um contato direto com a flora, elemento forte e abundante em todos os ambientes.  Os espelhos estão por todos os lados, estimulando novos olhares. Retratam e revelam diversas imagens, de diferentes ângulos. “Assim como a vida, o que determina o que enxergamos não é o objeto em si, mas os movimentos do seu observador. Queríamos criar uma atmosfera que permitisse olhar para fora e para dentro de nós”, esclarece Fernanda. O artista Kevin Koubik, que transita entre galerias e street arte, criou um mural que dialoga com o espaço e reproduz fragmentos de espécies da flora e da fauna do local.  No mobiliário, peças icônicas assinadas por Marcio Cecilio, Marco Rocco e Aristeu Pires.

Refúgio a Dois by Karsten – Íntimo, relaxante e sofisticado. Com 46 metros quadrados, o espaço criado pela arquiteta Karen Feldman é minimalista e superatual. Grandes vãos foram abertos nas paredes para permitir o visual do jardim que praticamente entra no dormitório. Um confortável carpete, tecido nas paredes e painéis de madeira exaltam o conforto no ambiente, que é também um ‘templo’ do design: banco de Inês Schertel, cachepô de Nicole Tomazi, banco de Sergio Rodrigues, mancebo de Zanini de Zanine, poltrona de Caludio Bellini e peças em porcelana de Carolina Peraca. A área de banho foi setorizada em um pórtico de mármore caravaggio, de piso elevado, onde reina uma escultura de Xico Stockinger.

Living da Figueira – Assinado pelos arquitetos Amanda Fratin Kreling e Daniel Moraes, o espaço une arquitetura e arte em uma proposta minimalista e sofisticada. Em 160 metros quadrados, o amplo ‘living’ é composto por hall, estar, lavabo e varanda, e foi todo planejado para destacar as grandes vedetes do local: as obras de arte de Miró, Picasso, Diego Pujal, Victor Vasarely e Burle Marx, selecionadas na Europa pelos profissionais. O piso e o forro de ipê originais do imóvel, construído na década de 1980, foram preservados. Grandes placas de quartzito Bianco Marino polido foram usadas no revestimento na lareira à álcool e na parede, estendendo-se até o lavabo e  contrastando com o papel de parede que reproduz a imagem da Amazônia captada por Eduardo Marco. Veludo alemão cinza cobre a parede que recebeu a vibrante obra de Diego Pujal.

Dormitório da Menina Surfista – A arquiteta  Izabela Pagani estreou na CASACOR em alto estilo. O ambiente, de 23 metros quadrados, foi projetado sob o conceito de ‘design afetivo’, inspirado em uma personagem real, a surfista de Julie Arissa Nemoto Tamura, de dez anos de idade. Nascida no Japão, ela vive desde 2011 em Itapoá (SC), para onde sua família se mudou após o país ser atingido por um devastador tsunami. A história de superação da pequena surfista serviu de inspiração para a profissional, que idealizou o dormitório como um refúgio, repleto de referências ao mar e ao surfe. Izabela apostou no azul do mar para parede e armário e em estampas para o tecido da cortina e do papel de parede. Destaque para o ambiente de dormir, com cama incorporada sob telha de duas águas. Entre as peças de destaque, as ‘folhas’ em marcenaria; o cabideiro Tarsila, de Aristeu Pires; escultura Vaandrade Fishes, de Marcos Vaandrade; e luminárias de Luciano Vistosi.

Pedacinho Azul do Papel – Informalidade total. O dormitório infantil masculino planejado pela equipe da Lineastudio Arquiteturas esbanja criatividade. Tomando partido do generoso pé-direito do espaço, de 30 metros quadrados, os profissionais setorizaram os ambientes de modo a oferecer muita diversão para um usuário de 10 anos de idade. Colchão sobre tablado, área de estudos no ‘mezanino’, estante interativa, pufe e jardim vertical na varanda e bastante área livre para brincar com os amigos.  Como revestimento, adotaram piso monolítico, sem emendas e de fácil manutenção e grande resistência, com acabamento branco fosco. Cores vibrantes, elementos metálicos e papel de parede com estampa pintada a mão, exibindo desenhos que mesclam inspirações navais com aviação. Estímulos à imaginação.

 

Fotos: Cristiano Bauce | Divulgação

 

error: Para compartilhar esse conteúdo, use o link ou as ferramentas de compartilhamento do site da revista ÁREA e contribua para a valorização do jornalismo especializado.
X
X