Notícias

Museu da Casa Brasileira abre inscrições para o 32º Prêmio Design

Por junho 20, 2018 Sem comentários

Estão abertas as inscrições para a 32a edição do Prêmio Design MCB, principal premiação de design do país. Os interessados em concorrer em uma das categorias – Construção, Eletroeletrônicos, Iluminação, Mobiliário, Têxteis, Transportes, Utensílios e Trabalhos Escritos – podem se inscrever até o dia 8 de agosto pelo site do MCB. Clique aqui e acesse.

Cada participante pode concorrer em quantas categorias desejar, com diferentes trabalhos, e a autoria dos projetos pode ser individual ou em grupo de até 15 pessoas.

O resultado do concurso será divulgado dia 23 de outubro. O primeiro lugar de cada categoria de Produtos e de Trabalhos escritos publicados será premiado com o valor bruto de R$ 6 mil e os vencedores nas modalidades de Protótipo e de Trabalhos não publicados receberão o valor bruto de R$ 2 mil. Todos os vencedores, premiados e menções honrosas, ficarão em exposição no MCB de 10 de novembro de 2018 a 27 de janeiro de 2019.

Para avaliar os trabalhos, o Prêmio Design MCB conta com duas comissões julgadoras. Na categoria de Produtos, este ano, a coordenação será de Levi Girardi, designer formado pela FAAP-SP, CEO e sócio-fundador do estúdio de design e inovação Questtonó, com sedes em São Paulo, Rio de Janeiro e Nova Iorque. A comissão conta com mais 16 jurados renomados que atuam no ramo acadêmico e no mercado.

A avaliação das categorias de produtos (Construção, Eletroeletrônicos, Iluminação, Mobiliário, Têxteis, Transportes e Utensílios) será feita em duas fases. Na primeira, os concorrentes enviam pelo sistema de inscrição as imagens dos projetos, memorial descritivo e detalhamento técnico; aqueles selecionados pela comissão julgadora deverão entregar para a segunda fase um exemplar físico para avaliação.

Já na categoria de Trabalhos Escritos, cujo tema central deve estar ligado ao campo do design, a coordenadora, pelo segundo ano consecutivo, será Cibele Haddad Taralli, graduada e com mestrado e doutorado em Arquitetura e Urbanismo pela FAU USP (1974, 1984 e 1993, respectivamente). Atualmente, é professora da USP nos cursos de graduação em Arquitetura e em Design e no curso de Pós-graduação em Design. A comissão conta com mais 30 jurados especialistas no assunto.

Os trabalhos escritos serão avaliados em uma fase. Após a leitura criteriosa de cada um deles, os jurados reúnem-se para a discussão e avaliação final. A modalidade de Trabalhos Escritos publicados avalia livros que já tenham sido publicados por editoras ou pela imprensa brasileira. Já na modalidade Trabalhos Escritos Não Publicados serão avaliados trabalhos de pós-graduação (monografias, dissertações, teses) não publicados por editoras.

O Prêmio Design MCB é realizada desde 1986 pelo Museu da Casa Brasileira (MCB), instituição da Secretaria de Cultura, gerido em parceria pelo Governo do Estado de São Paulo e a Sociedade Civil por meio da A CASA museu do objeto brasileiro. O objetivo é valorizar a atuação dos profissionais do design junto à indústria brasileira, incorporando uma ampla gama de ações no campo de atuação desse segmento, além de revelar diversos talentos por todo o país e consagrar profissionais e empresas.

Concurso do Cartaz
O Concurso do Cartaz para a 32ª edição do Prêmio Design MCB recebeu, neste ano, 424 inscrições, com participantes de 15 estados, e teve como vencedor a peça do designer Celso Hartkopf Lopes Filho, de Recife (PE), que demonstra uma forte identidade cultural, representada em composição cromática, por meio da gestualidade e do e uso de objetos de caráter popular.

O cartaz, que é a inspiração de toda a identidade visual da edição de 2018, foi escolhido pela comissão julgadora coordenada pelo fotógrafo e designer Gal Oppido e composta por Flávia Nalon e Chico Homem de Melo, com vasta experiência em projetos gráficos, e pelos artistas urbanos Luís Bueno e Gabriel Ribeiro. Para a seleção, o júri considerou a criatividade e a expressão do cartaz enquanto artifício de divulgação, não somente enquanto peça.

Para Gal, o cartaz vencedor demonstra, por meio da computação gráfica, uma cena cotidiana do Brasil, onde gesto e objeto são revelados. “Na imagem é possível ver as cores primárias dentro de uma construção pop pós-impressionista gerada a partir da repetição de módulos cromáticos, que resultam uma peça com alto rendimento visual”, comenta o coordenador da comissão.

Além do vencedor, que recebe, como prêmio, o valor bruto de R$ 3 mil e terá um contrato de mais R$ 3 mil para a criação de outras peças gráficas da edição, o júri selecionou mais dez cartazes de destaque e outros 90 trabalhos que farão parte da mostra do Concurso do Cartaz, a ser aberta no dia 10 de novembro, junto com a exposição do 32º Prêmio Design MCB. Os visitantes da exposição receberão uma cédula para votar no cartaz favorito.

Confira os dez cartazes selecionados na Galeria de Imagens:

 

 

 

 

X
X