Notícias

Projeto piloto cria móveis e peças decorativas a partir de resíduos da construção civil

Por agosto 13, 2019 Sem comentários

Enxergar no resíduo gerado pela construção civil um novo uso e uma nova forma de expressão artística e de design. Este foi o propósito que norteou o projeto-piloto Obra & Arte, uma iniciativa pioneira desenvolvida na cidade de Curitiba. A proposta do Instituto A.Yoshii, braço de Responsabilidade Social do Grupo A.Yoshii, juntamente com o coletivo ÔDA, formado por profissionais de design, arquitetura e artes de Curitiba e São Paulo, está dando um novo significado aos materiais descartados das obras. O que iria para o lixo está sendo transformado em mobiliário e peças decorativas.

As primeiras atividades do projeto tiveram início em novembro de 2018 para definir conceito, formato, planejamento e os processos. “Tudo é pensado coletivamente. O projeto Obra & Arte vem sendo construído em conjunto com o grupo de designers, arquitetos e o Instituto, e já no planejamento contempla um de seus objetivos que é a construção coletiva”, revela Ticiana Martinez, curadora de design do Coletivo Ôda e coordenadora do projeto.

Além de Ticiana, o Coletido Ôda é formado pelos designers Aline Volpato e Alberth Diego, pela arquiteta e produtora cultural Consuelo Cornelsen, pelo artista plástico Eduardo Bragança e pelo designer paulista Leo Capote, que foi especialmente convidado para participar do projeto.

Ação coletiva envolve operários voluntários

Para ampliar o eco do reuso e da sustentabilidade, o Instituto A.Yoshii convidou colaboradores das obras da unidade de Curitiba da A.Yoshii, interessados em participar do projeto. O núcleo, formado por doze operários voluntários, entre carpinteiro, pintor, pedreiro, ajudante de pedreiro e armador, equipe de designers e arquitetos, está trabalhando coletivamente desde junho.

“No primeiro encontro interagimos com a apresentação de vídeos sobre design e arte em seus diversos formatos. Conversamos sobre possibilidades de pensamentos já existentes sobre o tema e evoluímos mostrando trabalhos ao redor do mundo sobre o assunto. Criamos uma conexão, uma sinergia, uma identidade de grupo, um pertencimento. Nos surpreendemos com o resultado, pois houve um interesse absoluto por parte dos voluntários em participar desta construção”, revela a coordenadora.

Definidas as peças a serem produzidas – pendentes, luminárias, mesa de centro, poltrona – o grupo está trabalhando no depósito da A.Yoshii localizado na região do Campo Comprido, na capital paranaense. Além das peças produzidas pelos voluntários, o coletivo ÔDA fará a prototipagem e produção de outras dez peças exclusivas, criadas a partir do olhar de reuso e de ressignificação.

A previsão é que todas as peças produzidas – pelo grupo de voluntários e pelo coletivo – sejam apresentadas em uma mostra especial a ser marcada no mês de novembro, em Curitiba.

Responsabilidade social

Para a presidente do Instituto A.Yoshii, Simoni Bianchi, o projeto é da maior importância e ganha contornos sustentáveis quando contribui para minimizar o impacto ambiental. Simoni também celebra o novo ciclo que a entidade inicia com o projeto Obra & Arte. “Criar e fazer arte transforma a vida das pessoas. É fabuloso poder envolver nossos colaboradores, tanto no aspecto cultural quanto emocional, de apurar o olhar para os insumos que eles usam diariamente no trabalho, e que agora estão se transformando em objetos de arte e design”, conta.

Desde o início das atividades em 2006, o Instituto A.Yoshii responde pelas ações de Responsabilidade Social Empresarial (RSE) do Grupo A.Yoshii, tendo como premissa as diretrizes do Pacto Global e nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), com atuação em projetos próprios de fomento à Educação, Meio Ambiente e Cultura.

Fundado há mais de 50 anos, o Grupo A.Yoshii construiu mais de 2 milhões de metros quadrados do sul ao nordeste do Brasil, entre obras industriais, edifícios corporativos e residenciais, escolas, universidades, teatros e centros esportivos. O Grupo é formado pela A.Yoshii Engenharia, com sólida atuação em construções de edifícios residenciais e comerciais de alto padrão em Londrina, Maringá, Curitiba, e que prepara sua entrada na cidade de Campinas (SP) no segundo semestre de 2019; pela Yticon Construção e Incorporação, que realiza empreendimentos econômicos em municípios do Paraná e interior de São Paulo; e pelo Instituto A.Yoshii, voltado para a inserção social e a democratização cultural.

 

Fotos: Eduardo Bragança | Divulgação

 

 

Leia também:

Ôda + Feira na Rosenbaum leva 80 marcas de design autoral para o MON, em Curitiba

 

 

error: Para compartilhar esse conteúdo, use o link ou as ferramentas de compartilhamento do site da revista ÁREA e contribua para a valorização do jornalismo especializado.
X
X