fbpx
Projetos

Leveza e brasilidade priorizadas em apartamento à beira-mar

Por abril 25, 2020 Sem comentários

A vista para o mar emoldura o projeto de arquitetura de interiores deste apartamento em Florianópolis (SC). “É como se os ambientes estivessem flutuando pelo oceano”, compara a arquiteta Mariana Pesca, titular do escritório que assina o projeto. O imóvel é o ponto de encontro de um casal que se divide entre o Brasil e a Austrália. Por isso, a composição privilegiou uma ambientação atemporal e leve, associando elementos que lembram viagens marcantes do casal e, também, referências brasileiras, com valorização do design contemporâneo.

A equipe do escritório Mariana Pesca Arquitetura priorizou a integração do living, tendo o visual do mar como pano de fundo. A porta de entrada revela a sala de estar, equipada com uma mesa de jantar de jequitibá rosa natural e tampo de carvalho americano, criação de Fernando Motta. As poltronas seguem a mesma linha natural, porém com acabamento em palha e linho. A continuação do ambiente é um móvel com várias funções. “Serve de buffet, apoio e suporte para o espaço de TV”, explica Guto Pereira, arquiteto que coordenou o projeto. A peça recebeu o tratamento ripado, estratégia para permitir que algumas de suas portas ficassem vazadas devido às saídas dos aparelhos de ar-condicionado. Ao fundo, destaque para o painel de Dekton, superfície compacta da Cosentino, mesmo material utilizado na cozinha e no hall de entrada.

À frente, destaque para o amplo sofá Pausa Slim, desenhado por Rejane Carvalho Leite. A peça tem pés de aço carbono corten e acabamento em linho sintético. Para contrastar, mesa de centro com acabamento em carvalho ebanizado. Sofá Minuano, assinado por Fernando Zanardi, as poltronas Dior e Aresta e a mesa de centro Lego arrematam a composição. “O mobiliário foi selecionado estrategicamente para compor um espaço mais amplo, sem interrupções na escala do observador. Madeiras naturais, de reaproveitamento florestal, palha sextavada e tecidos aconchegantes se sobressaem”, comenta a arquiteta Mariana. Não há barreiras visuais entre a sala e a cozinha. Apenas a paginação do piso, com padronagem cacau e castanho, e a marcenaria delimitam os ambientes.

Em relação à iluminação, por se tratar de ambientes que se comportam como um só, luminárias foram distribuídas em locais estratégicos. “Para não ter um forro salteado de pontos de luz, há degraus no gesso, conectando os três espaços de convívio social. Essas áreas foram pintadas de preto, deixando o teto mais limpo e com muita personalidade”, explicam os profissionais responsáveis.

 

Para a área íntima, os clientes solicitaram ambientes em “diálogo” com a área social. Por isso, os arquitetos especificaram piso vinílico com tonalidade semelhante à do revestimento utilizado no living. O quarto dos hóspedes seguiu uma linha “mais clean”, com traços puros e minimalistas. À frente da cama, a bancada de madeira funciona como apoio e ganhou a companhia de um banco com assento em palha sextavada natural.

As três suítes foram planejadas com foco no conforto e na exclusividade “Para ‘amarrar tudo’, desenvolvemos painéis que se estendem pela maior parte do dormitório e camuflam a porta dos banheiros, mesclando-se com o móvel da parte de home office”, explicam os profissionais responsáveis pelo projeto.

 

 

Principais fornecedores:
Masotti Florianópolis
Dü Design

 

Fotos: Fábio Severo Júnior / Divulgação

 

 

X
X