Notícias

Instituto Tomie Ohtake oferece Prêmio de Arquitetura e Prêmio de Design

Por maio 8, 2019 Sem comentários

As inscrições para o 6º Prêmio de Arquitetura Instituto Tomie Ohtake AkzoNobel foram prorrogadas para o dia 30 de maio. A oportunidade é oferecida em duas categorias –  profissionais e universitários – com o objetivo de mapear a produção de arquitetura contemporânea. Clique aqui para inscrições.

Os premiados da última edição foram os projetos Parque Novo Santo Amaro V, de Vigliecca & Associados (primeiro lugar); Hostel Villa 25, de C+P Arquitetura (segundo lugar); e Casa no Cerrado, de Vazio S/A (terceiro lugar). O projeto SESC 24 de Maio, de Paulo Mendes da Rocha + MMBB Arquitetos, foi homenageado como Hours Concurs. Como Menções Honrosas, receberam a premiação os projetos Vila Taguaí, de Cristina Xavier Arquitetura, no quesito Sustentabilidade; e Residência em Gonçalves, de André Vainer Arquitetos, no quesito Cor. Como prêmios foram distribuídas viagens a Havana/Cuba, a Medellín/Colômbia e a Lima/Peru entre os três primeiros colocados. Outros sete projetos foram selecionados. Clique aqui e confira.

Prêmio de Design

No próximo dia 16 de maio, será lançada a segunda edição do Prêmio de Design Instituto Tomie Ohtake Leroy Merlin. A iniciativa não se restringe a categorias, e é voltado a estudantes universitários de todas as áreas. Para esta segunda edição, a iniciativa propõe como diretriz o tema ‘Circular’.

O lançamento será marcado por um debate no dia 16 de maio, às 19h, no Instituto Tomie Ohtake. “O Design do Contemporâneo” busca investigar as diferentes acepções do tema CIRCULAR, trazendo especialistas para refletir sobre as dimensões de sustentabilidade, produção e disseminação da informação e do conhecimento e as dinâmicas de mobilidade e ocupação das cidades no mundo contemporâneo

Os 15 projetos finalistas, que recebem R$ 5.000,00 para execução do protótipo, ganham um exposição no Instituto Tomie Ohtake e integram um catálogo impresso sobre o Prêmio. Na data da abertura da exposição serão anunciados os três vencedores, contemplados com bolsas de estudo em cursos de design no exterior. Clique aqui para inscrição.

A primeira edição do prêmio registrou  127 inscrições, de 16 estados brasileiros, além do Distrito Federal, de produto, mobiliário, moda, interiores, paisagismo, web, gráfico, serviço, entre outros segmentos. O júri foi composto por Alexandre Salles, Cláudio Bueno, Jackson Araujo, Hugo França, Tereza Bettinardi, Priscyla Gomes e Zoy Anastassakis. Eles selecionaram 20 finalistas para a exposição, encerra no último dia 10 de março.

Os projetos vencedores foram Amana – Umidificador de Ar, de Rafael Alves Monteiro | Juazeiro do Norte – CE (primeiro lugar); Composteira Residencial, de Julia Ries | Rio de Janeiro – RJ (segundo lugar); e Tesse – Capa Protética, de Ana Cristina Cabral Wasen e Heloísa Seratiuk Flores | Curitiba – PR (terceiro lugar). Como Menção Honrosa, foi premiado o FLUTUA , de Luiza Dalvi e Rayssa Carvalho (Diretoras criativas e executivas), Isabela Magro, Rodrigo Pereira, Ariane Freitas, Alexandre Machado (Colaboradores executivos) | Uberlândia – MG.

Dentre os selecionados, estavam outros projetos da região Sul do país: Hurbazine: compartilhe ideias para a cidade, aplicado desenvolvido por Fernando Souza Ferreira (UFRGS-RS); a Plataforma Digital de Incentivo ao Fazer Manual – Clube das Miçangas, de Mariana Soares da Costa, Ana Maria Copetti Maccagnan (UFRGS-RS); e Tudo Muda: um projeto de design colaborativo e economia circular no ensino fundamental, de Giancarlo Noll de Oliveira (UFRGS-RS).

 

X
X