Eventos

Grupo artístico Cabeça Oca celebra 20 anos com exposição em Florianópolis

Por fevereiro 25, 2018 Sem comentários

Para celebrar os 20 anos da formação da Oficina Independente de Arte Cabeça Oca, os artistas Claudia Marcon, Rudi Scaranto Dazzi e Sandra Poletto apresentam a exposição comemorativa ’20 Anos Cabeça Oca’. A mostra é uma retrospectiva das duas décadas que marcaram a história do Cabeça Oca, fundado em dezembro de 1997 em Concórdia, no Meio-Oeste de Santa Catarina. A exposição será realizada no Espaço Cultural do BRDE, na Avenida Hercílio Luz, 617, em Florianópolis (SC), de 7 a 29 de março, das 9h às 19h.

O processo criativo do grupo chama atenção. Apesar de cada um ter estilos, técnicas e experiências completamente diferentes, a sintonia na hora de pintar é única.  É que os três pintam juntos a mesma tela, num trabalho perfeito a seis mãos.

A proposta descompromissada e inovadora de mostrar a arte conferiu aos artistas respeito e popularidade. Em abril de 1998, quando estruturaram o  Cabeça Oca como um grupo de arte,  e conquistavam mais espaços e admiradores, foram presenteados pelo poeta e crítico de arte internacional, o catarinense Lindolf Bell, com um poema exclusivo, Cabeça Oca. (leia o poema completo abaixo).

Com o aval de Bell, o Cabeça Oca seguiu alcançando voos maiores. Além das ações e exposições que marcaram época em Concórdia, o Grupo participou de exposições em diversas cidades catarinenses e também em Milão, na Itália.  A convite do Instituto Brasil Itália (IBRIT), os três apresentaram, em novembro de 2000, trabalhos no Consulado Brasil na cidade italiana.

Sobre a exposição

Nesta retrospectiva, o trio optou por apresentar duas, das grandes séries que fazem parte da história do Cabeça, as séries “Símbolos” e “Imagens do Contestado”. Na Série Imagens do Contestado, apresentada em 2001, os artistas apresentaram um dos conflitos que marcou a história da região Meio-Oeste de Santa Catarina. O trabalho exigiu mais de seis meses de pesquisas

A Símbolos, desenvolvida no ano seguinte, apresenta uma visão contemporânea da suinocultura e da avicultura e o seu impacto no dia a dia da região Oeste de Santa Catarina. É um contemplar bem-humorado, colorido e divertido de porcos e frangos que conferem a Concórdia posição de destaque na produção de alimentos para o mundo. .

Sobre os artistas

Claudia Marcon
Empresária da indústria têxtil, em Concórdia (SC), tem formação em Direito pela UFRGS e pós-graduação em Administração pela UFSC/SC.  Foi professora universitária e frequentou cursos artísticos com Juan Amoretti (Santa Maria/RS), Paulo Von Poser (São Paulo/SP), e teve orientação de trabalhos com Lindolf Bell (Timbó/SC).  Trabalha em Concórdia/SC.

Rudi Scaranto Dazzi
Arquiteto e urbanista formado pela PUC/PR, Mestre em Turismo UNIVALI, pós-graduado em Administração pela UFSC. Frequentou cursos artísticos na Scuola Lorenzo D’Medici (Florença/IT), com Denise Roman (Curitiba/PR), Alberto Masuda (Curitiba/PR), Cyntia Lorenzo (Curitiba/PR), Juan Amoretti (Santa Maria/RS), Paulo Von Poser (São Paulo/SP). Vive e trabalha em Balneário Camboriú (SC), onde atua como artista plástico, arquiteto e professor em instituições de ensino superior; também ministra cursos e palestras.

 Sandra Poletto
Arquiteta e urbanista formada pela PUC/PR, pós-graduada em Engenharia de Segurança do Trabalho pela UFSC, Mestre em Engenharia de Produção pela UFRGS, com ingresso em 2015 no Doutorado – UNB. Professora universitária em instituições de ensino superior, ministra cursos, palestras e presta consultoria empresarial. Realiza amplo trabalho de iniciação para as artes com crianças em diversas instituições através de oficinas de pintura. Reside e trabalha em Concórdia (SC) e em Brasília (DF).

Poema Cabeça Oca, de Lindolf Bell

CABEÇA OCA

Abre, coração, as cabeças fechadas.

Plenas de nadas.

Concórdia.

Concorda.

O vizinho. O irmão. A América do Sul.

O mais distante morador da Terra.

Esta oca, esta toca,

minha casa de harmonia.

Parte de tudo, de todos,

se lembra, celebra, comove e arrepia.

Cabeça oca. Alma plena.

Dar as mãos

para a vida e o poema.

Lindolf Bell

X
X