Projetos

Em Porto Alegre, integração de duas residências exige projeto complexo e detalhado

A partir da integração de duas residências, uma nova e ampla casa, de 580 metros quadrados, surgiu no condomínio, localizado no bairro Agronomia, em Porto Alegre (RS). Até a sua ‘inauguração’, no entanto, muito planejamento, detalhamento e obras estruturais foram necessárias. “Objetivando espaços de convivência com praticidade para família, amplos e muito iluminados, as plantas das casas foram unificadas e totalmente reformuladas recebendo intervenções na execução desde a sua fundação”, explica a arquiteta Fabiana Damiani, responsável pelo projeto.

O casal e seus três filhos já moravam no condomínio. Assim que surgiu a oportunidade, eles adquiriram o imóvel ao lado. “Efetuei um projeto arquitetônico de integração das casas, com uma reforma absoluta, com grandes intervenções. O maior desafio era compatibilizar o objetivo do projeto com a questão estrutural”, explica Fabiana. Para isso, foi essencial um acompanhamento detalhado no desenvolvimento dos projetos complementares para, de fato, “fidelizar a arquitetura”. “Buscamos executar a intervenção estrutural com equipe especializada, com experiência na estrutura existente, e a casa recebeu reforços desde a fundação”, justifica.

A premissa do projeto era criar uma única casa com espaços amplos e uma planta fluida. “Queríamos, como resultado final, promover a sensação de uma grande casa nova”, diz. O escritório assumiu, também, o projeto de arquitetura de interiores, o da área externa, incluindo o paisagismo. “Criamos, em frente à piscina, a área da academia e, na extensão da sala de jantar, o pergolado com a área de lazer com a mesa de sinuca e Parrilla”, acrescenta Fabiana.

Proposta contemporânea 

 A composição dos espaços seguiu a linguagem contemporânea, com área social unificada e conectada com o exterior. Estar, jantar, sala de TV, atelier e cozinha foram todos integrados, com possibilidade de privacidade por meio de generosas portas de correr em madeira natural.

A arquiteta optou por revestimentos acinzentados e texturas, dando a base para uma composição clara, com contraste e atenção para o preto e o ferro, em alguns detalhes. A madeira natural e as peças de design personalizam os ambientes, de forma atemporal e aconchegante.

A personalidade da família está expressa nos elementos adotados e, também, na valorização das obras de arte autorais. Telas assinadas pela proprietária foram dispostas junto à poltrona de leitura e em frente à adega. Na sala de estar, as fotografias produzidas pelo cliente receberam lugar de destaque sobre o piano.

O branco reinante, as texturas e os porcelanatos marmorizados tornaram a cozinha um ambiente leve e iluminado. Localizado na ilha, o cooktop recebeu coifa de alto desempenho em função da integração deste espaço com a área social, possibilitando, assim, o uso junto com a família e amigos.

A área social é abraçada, em todo perímetro, pela estrutura de lazer, composta por academia privativa com vista para piscina e estar, espaço da parrilla com forno de pizza, espaço de jogos e estar com lareira externa. A malha de piso de basalto e seixos naturais estabelece a conexão entre os ambientes. A solução foi adotada para facilitar a drenagem do terreno e a manutenção. O jardim foi composto por espécies perenes em maciços verdes e avermelhados, com muito perfume. A pedido da cliente, uma cerejeira japonesa ganhou destaque no jardim, junto ao estar da lareira.

 

Principais fornecedores:

Dell Anno – mobiliário da cozinha, adega, sofás, pufes das salas e bancos cozinha.

Entreposto Brasil – sofás, poltronas e mesa externa

Portobello Shop Moinhos – Revestimentos de piso, paredes e bancadas.

Saccaro  Mesa de jantar principal e cadeiras do ambiente externo

Cuccina Inox – lareira interna e externa

Sevilla mármores + granitos – execução de bancadas esculpidas em porcelanato, bordas da lareiras e  da churrasqueira.

 

Fotos: Cristiano Bauce | Divulgação