Eventos

Como parte da celebração dos 70 anos do MASC, exposição ‘O Mundo como Armazém’ encerra com feira e seminário

Por junho 6, 2018 Sem comentários

Para encerrar a mostra “O Mundo como Armazém”, o 16º Armazém realiza feira e seminário nos dias 8 e 9 de junho, no Centro Integrado de Cultura, em Florianópolis (SC). A ideia é aprofundar reflexões em torno da exposição que propõe investigações e relações entre publicação de artista, o múltiplo, arquivo e coleção. Referências nas práticas artísticas e nos trabalhos que associam literatura e artes visuais, os pesquisadores e artistas Ricardo Corona, Amir Cadôr, Márcia Sousa, Helene Sacco, Élida Tessler e o coletivo Lugares Livro estarão reunidos no seminário Diálogos sobre o Múltiplo e Publicações de Artista.

O seminário ocorre nas manhãs de sexta e sábado, entre 9h e 12h. À tarde, entre 13h e 20h, fica reservada à visitação da Feira do Múltiplo e Publicações de Artista. A Feira de Múltiplos e Publicações de Artista oferece uma boa oportunidade de compra de trabalhos artísticos com preços variáveis. Desde obras distribuídas gratuitamente a obras no valor máximo de R$ 250,00, a feira estimula a aquisição de trabalhos artísticos que, por sua reprodutibilidade, se tornam mais acessíveis ao público. Juliana Crispe, uma das coordenadoras do Armazém, destaca o valor das ações da 16ª edição do projeto pelo seu conjunto e pelo grande encontro entre os participantes inscritos, artistas, coletivos e editoras independentes. “Além da troca proposta aos visitantes, a feira busca estimular contatos e diálogo entre os criadores e suas obras”, diz.

No campo institucional, o evento integra a programação de 70 anos do Museu de Arte de Santa Catarina (MASC), tem o apoio do edital Elisabete Anderle de Estímulo a Cultura 2017 e do Programa de Pós-graduação em Artes Visuais (PPGAV), do Centro de Artes (Ceart), da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc). Em consonância aos propósitos da exposição, o projeto do pós-doutorado de Juliana Crispe, idealizadora do Armazém, é supervisionado por Raquel Stolf.

A mostra

A exposição “O Mundo como Armazém” reúne 439 artistas e 921 trabalhos artísticos que dialogam sobre questões complexas do contemporâneo, das tensões do campo da política, do feminismo, das linguagens e movimentos artísticos, da cidade, do meio ambiente, dos polos geográficos costurados pelas representações: Santa Catarina, o Brasil, o regional e o global. O Armazém agrupa artistas/coletivos/editoras independentes, público e trabalhos múltiplos, ou seja, aqueles produzidos em número ilimitado, mediante diferentes processos industriais ou não como publicações de artista, livros de artista, cadernos de artista, cadernos de desenho, diários de artista, diários de bordo, postais, panfletos, cartazes, gravuras, fanzines, lambe-lambes, stickers, cartões, carimbos, objetos etc. As tiragens são diferenciadas entre pequenas e grandes edições. Nesta sexta e sábado, com exceção do acervo do Armazém, todas os trabalhos artísticos estarão à venda.

Seminário 

O seminário será realizado no Cinema do Centro Integrado de Cultura (CIC), localizado na av. Gov. Irineu Bornhausen, 5.600, no bairro Agronômica, com entrada franca.  Na primeira manhã, das 9h às 12h, contará com a fala/conversa de Ricardo Corona (Editora Medusa) e Amir Cadôr. A segunda, também das 9h às 12h, congregará as experiências de Marcia Sousa, Helene Sacco (Lugares Livro) e Elida Tessler. A proposta é que cada faça um breve histórico de seus projetos e trajetórias, abrindo o debate.

Amir Brito Cadôr (São Paulo, 1976) – graduado em artes plásticas pela Unicamp, onde também fez o mestrado; doutorado na Escola de Belas Artes da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), onde atua como professor de artes gráficas e curador da Coleção Livro de Artista. Participou de mostras coletivas de gravura e de poesia visual em Belo Horizonte, Campinas, Curitiba e Santos, além de mostras de livro de artista na Espanha, França, México e Estados Unidos. Em 2011 realizou exposição individual em Belo Horizonte. Traduziu “A Nova Arte de Fazer Livros”, de Ulises Carrión. Atua como editor, tendo publicado dez livros pelas edições Andante, entre os quais se destacam “O Livro dos Seres Imaginários”, “A Night Visit to the Library”, “Learn to Read Art” e “Elogio da Mão”. Seu mais recente livro é “Uma História da Leitura”.

 Elida Tessler – mora e trabalha em Porto Alegre (RS). Manteve suas atividades como professora e pesquisadora (Bolsa de Produtividade em Pesquisa-CNPq) no Instituto de Artes da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) entre 1993 e 2016. Sempre associou sua produção acadêmica à artística, vinculada à pesquisa em torno das questões que envolvem arte e literatura, relacionando a palavra escrita à imagem visual. Coordenou o grupo de pesquisa .p.a.r.t.e.s.c.r.i.t.a. por cerca de 15 anos. Entre 1993 e 2009, em Porto Alegre, coordenou, com o artista Jailton Moreira, o Torreão, espaço de produção e reflexão em arte contemporânea. Fez doutorado na Université de Paris I (1988-1993) e pós-doutorado na EHESS e na Université de Paris I junto ao Centro de Filosofia da Arte. A partir da publicação de “Falas Inacabadas – Objetos e um Poema” com Manoel Ricardo de Lima (Tomo Editorial,2000), mantém forte vínculo com escritores e publicações de artista. Entre as principais exposições individuais, “Gramática Intuitiva”, na Fundação Iberê Camargo (2013), “365”, na Galeria Bolsa de Arte de Porto Alegre (2015), “Recortar Copiar Colar”, na Galeria Bolsa de Arte de São Paulo (2017).

 Helene Sacco  (Canguçu/RS – 1975) artista e pesquisadora, é doutora em artes visuais pela UFRGS. Mora em Pelotas (RS) onde atua como professora adjunta na graduação e pós-graduação da Universidade Federal de Pelotas (Ufpel). Coordena a Pesquisa chamada Lugares-livro: dimensões materiais e poéticas (2013). Desenvolve produção artística com trabalhos que articulam objetos, desenho e escrita, bem como publicações artísticas que buscam pensar sobre a produção de objetos e sua implicação nos modos de vida. Entre as principais exposições estão “Objetocoisa”, no Espaço de Artes Visuais da UFCSPA, Porto Alegre, 2016; “Gabinetes de Papel”, na Sala de Leitura/Sala de Escuta, no Centro de Artes (Ceart) da Udesc, Florianópolis, 2016; “Paralelo 31°: Circuitos Compartilhados em Trânsito”, MAC, Porto Alegre, 2013; “Gabinete de Inventário em Desenhobjeto”, na Secult/Pelotas, 2013; “Economia da Montagem: Monumentos, Galerias, Objetos”, Margs, Porto Alegre, 2012; “Arte Sul Contemporânea”, MAC-RS, 2012 e “8ª Bienal do Mercosul”, Projeto Casa M, Porto Alegre, 2011.

 Marcia Sousa – (Umuarama, PR, 1975). Vive e trabalha em Pelotas. Artista visual, pesquisadora e professora. Graduada em gravura pela Escola de Música e Belas Artes do Paraná e em comunicação social pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Mestre em processos artísticos contemporâneos pela Udesc e doutora em poéticas visuais pela UFRGS. Professora da Ufpel, onde coordena o projeto de pesquisa Arte e Natureza: Proliferações e colabora com o projeto [Lugares-livro]: Dimensões Materiais e Poéticas, coordenado por Helene Sacco. Autora de “O Livro de Artista como Lugar Tátil”, publicação de sua pesquisa de mestrado (2011). Participa de projetos e exposições de artes visuais desde 1997, expondo em países como Brasil, Uruguai, Paraguai, Argentina, Portugal, Espanha, Estados Unidos, África do Sul e Polônia.

 Ricardo Corona – atua nos campos poesia contemporânea brasileira e hispano-americana, estudos de relação entre as áreas artísticas (performance, poesia sonora, artes visuais, publicação), tradução, curadoria, linguagem e cultura. Publicou, entre outros, “Mandrágora” (2017) e “Poemúltiplo” (2014) e traduziu “Palavrarmais” (2017), de Cecilia Vicuña. Organizou a coleção “Independência: Quem Troca” (Funarte|Medusa, 2014), com publicações de Amabilis de Jesus, Clóvis Cunha, Eliana Borges, Marcos Martins e Yiftah Peled. Com Eliana Borges, edita a revista “Canguru”, dedicada à poesia, publicação e arte.

Lugares Livro – Trata-se de uma pesquisa coordenada por Helene Sacco no Centro de Artes (Cearte), da Ufpel sobre as Dimensões Poéticas e Materiais. “Artistas habitam o espaço do livro e igualmente propõem o habitar. Mas se um livro é um espaço no qual um leito, de modo geral, habita, de que forma essa experiência de imersão cria uma espacialidade? Que espacialidade é essa que o artista propõem naquilo que inventa e chama de livro? Tomando-nos muitas vezes de assalto, essa experiência nos desloca e realoca num espaço outro que é o da inserção. Inserção na narrativa, na textura do papel, no deslizar das páginas, no criar novas formas de páginas, ou, quem sabe, no criar não-páginas”, escrevem Helene e Claudia Zimmer, artista colaboradora do projeto.

 

Artistas/coletivos/editoras da mostra “O Mundo como Armazém”:

A Bolha – editora, Abrigo Portátil, Adentro – Associação de Artistas Visuais da Região Oeste de Santa Catarina, Adriana dos Santos, Adriane Corrêa, Adriane Kirst, Adrieli Roman, Alessandra Barbosa, Alessandra Cavalheiro, Alex Flemming, Alex Hamburger, Alexandre Siqueira, Allan Cardoso, Alice Monsell, Alice Salvador, Aline Dias, Aline Moraes, Amir Brito Cadôr, Ana Carolina Ramos, Ana de Miranda, anailimE, Ana Gallas, Ana González, Ana Paula Lima, Ana Pi, Ana Rocha, Ana Sabiá, Ana Santos, Andante, André Berté, André Timm, Andressa Argenta, Andressa Gomes, Anete George, Angelica Neumaier, Anieli Martins, Anna Bianchi, Anna Moraes, Antonio Carlos Silva, Arnaldo Antunes, Arquivo 17, Artur Barrio, Arturo Carrera, ASH, Asikainen&Macedo, Atelier Feito em Casa, Ateliê Re Tina, Audrian Cassanelli, Augusto Benetti, Augusto de Campos, Augusto Murad, Bebeto, Ben Vautier, Bethânia Carolina Hardt, Betânia Silveira, Bia Bittencourt, Bianca Dias, Bicho Cabeludo, Bil Lühmann, Bobby Baq,Brígida Campbell, Breno Silva, Bruna Mansani, Bruna Ribeiro, Bruno Munari, Brutas, Camila Argenta, Camila do Rosário, Camila Rosa, Camila Schenkel, Caramanchão, Carina Santos, Carolina Moraes, Carla Lado B, Carlos Asp,  Carlos Henrique Shoroeder, Cassia Aresta, Cássio Markowski, Cecília Vicuña, Céu da Boca, Cildo Meireles, CKrügel, Clara Fernandes, Claude Cahun, Claudia Washington, Claudia Zimmer, Claudio Pereira, Claudio Trindade, Columbeas Coletivo, Constança Lucas, Corpo Editorial, Cultura e Barbárie, Cynthia Vasconcellos, Cyntia Werner, Decimal, Dirce Körbes, Douglas Leoni, Daniel Elzirik, Daniela Avelar, Daniela Maura, Daniela Trombetta, Daniele Zacarão, Dennis Radünz, Djuly Gava, David Byrne, Diana Chiodelli, Diego de los Campos, Diego Rayck, Domingo Mestre, Dominique Nédelle, Duda Desrosiers, Edições Água para Cavalos, Editora Armadilha, Editora Caseira, Editora Micronota, Editora Não Há Contendas, Edições de Percurso, Edith Derdyk, Editora Noa Noa, Elaine Schmidlin, Élcio Miazaki, Elenice Berbigier, Elenize Dezgeniski, Eliana Borges, Eliane Prolik, Eliane Veiga, Élida Tessler, Emanuela Figueira Mello, Entulho, Érica Burini, Ernesto Bonato, Estelle Flores, Everton Leite, Fabian Antunes, Fabiana Faleiros, Fabiana Mateus, Fabiana Wielewicki, Fabio Dudas, Fabio Luis, Fabio Morais, Fabíola Scaranto, Fê Luz, Felipe Prando, Fernanda Grigolin, Fernanda Magalhães, Fernando Boppré, Fernando JC Andrada, Fernando de Tacca, Fernando Lindote, Flávia Scóz, Fluxus, Fp Rodrigues, Fran Favero, Francine Goudel, Francisco Warmling, Franzoi, F.U.D.E.U., Gabi Bresola, Gabriel Machado Kniest, Gabriela Hermenegildo, G. C. Milezzi, Genoina Battistini, Giba Duarte, Giulia Dutra, Glaucis de Morais, Glayson Arcanjo, Gleyce Cruz, Graciela Kruscinski, Grafica Olla Presion, Grupo de Estudos Estúdio de Pintura Apotheke, Grupo Deslocc, Grupo Gia, Grupo Poro, Goto, Grafatório,Guerrilla Girls, Guilherme Bruno dos Santos, Guilherme Ribeiro, Gustavo Reginato, Gustavo Torrezan, Guto Lacaz, Haroldo de Campos, Hélio Fervenza, Hélio Oiticica, Hellmannoide, Iam Campigotto, Iara Mol, Ilca Barcellos, Isabella Benvenutti, Isabel Baraona, Indiara Nicoletti, Ines Linke, Isadora Stähelin, Itamara Ribeiro, Ivan Pigozzo, Jan M.O., Janaína Corá, Janaina Schvambach, Janice Martins Appel, Jeff, Joana Corona, Joana Amarante, Joana Corona, João Anzanello Carrascoza, João Kowacs, Joaorlazaro, João Varella, Joceane Tamara Willerding, John Cage, Jorge Bucksdricker, Jornal de Borda, Joseph Beuys, Jozé Roberto da Silva, Julia Amaral, Juliana Crispe, Juliana Hoffmann, Juliana Panadés, Juliano Ventura,  Julia Amaral, Julia Iguti, Júlio Martins, Julio Plaza, Kamilla Nunes, Kammal João, Karen Debértolis, Karina Segantini, Katherine Funke, Katia Speck, Kauê Garcia, Kazuo Ohno, Kelly Kreis, Kelly Luiz, Kellyn Batistela, Kim Coimbra, Laïs Krucken, Lasar Segall, Larissa Schip, Laura V. Malmegrin, Leandro Serpa,Leda Braga, Lela Martorano, Leya Mira Brander, Leonilson, Letícia Cardoso, Letícia Cobra Lima, Letícia Weiduschadt, Leto William, Lia Krucken, Lote 42, Lou Lou, Louise Ganz, Lu Renata, Luana Navarro, Lucia Mindlin Loeb, Luciana Basto, Luciana Petrelli, Luciano Faccini, Lucila Vilela, Lucimar Bello, Ludmila da Silva Ribeiro de Brito, Lugares-livro [Alyaht . Ana Paula Maich . Bianca Ziegler (Editora nadifúndio) . Carolina Rochefort . Dora Ventura . Elivelto Souza . Erico Noronha . Gabriela Cunha . Graça Gularte . Helene Sacco . Henrique Torres. Isabela Nogueira. Ítalo Franco . Joana Schneider. June Martino . Karina Gallo . Luana Alt e Renata Job (Coletivo Palavra Composta) . Mara Nunes . Márcia Sousa. Mariana Corteze . Mariane Simões . Mário Codeco . Matheus Folha . Maumau . Raphael Rosário . Rosa Fonseca . Stela Kubiaki . Thiago Brum . Thiago Paixão . Thuany Bunilha . Virna Benvenuto . Yuri Morroni], Luana Navarro, Luiz Ferreira, Luize Cornelius, Maikel da Maia, Marcel Broodthaers, Marcelo Seixas, Márcia Sousa, Márcia Cardeal, Márcia Vaitsman, Marcia Xavier, Marco Antonio Mota, Marco Oliveira, Marcos Kelle, Marcos Walickosky, Maria Fulana, Maria Ivone dos Santos, Mariana Berta, Marilá Dardot, Marina Moros, Mario Oliveira, Marta Dischinger, Marta Martins, Martha Ozzol, Martina Hotzel, Matheus Abel, Maurício Magagnin, Meg Tomio Roussenq, Meio (Daniele Marx e Marcos Sari, Membrana, Melina Mulazani, Merlin Lundi, Mia Rodrigues, Michal Kirschbaum, Michel Zózimo, Milla Jung, Milton Cazelatto,Mineva Cuevas, miríade edições, Monica Nador, Monique Bens, Moro Rodríguez, Muriel Machado, Murilo Rafael, N-1, Nara Milioli, Nauita Meireles, Nayara Brida, Neuber, Norte, Nuvem, Nunc Edições de Artista, Observatório-móvel, Odete Calderan, Osvaldo Gaona, Pablo Paniagua, Paloma Durante, Pamella Araújo, Papel do Mato Oficina Tipográfica, Par(ent)esis, Pati Peccin / Selo Patifaria, Patrícia Galelli, Paul Ramirez Jonas, Paula Borges, Paulo Bruscky, Paulo Gaiad, Paulète Cristiane Pedro Franz, Polvilho Edições, Perdidos no Espaço, Plana Editora, Priscila Costa, Priscila dos Anjos, Priscila Latreille Kolling, Priscilla Menezes, Pluvial Fluvial, Rafael Gonçalves, Rafael Lunardon / Arte e Design, Rafael Schultz, Rafael Toledo, Raquel Ferreira, Raquel Stolf, Recibo, Regina Melim, Regina Silveira, Regina Vater, Reuben da Rocha, Renata Marquez, Reunião Clube do Múltiplo – Museu Victor Meirelles, Revista Canguru, Ricardo Aleixo, Ricardo Basbaum, Ricardo Corona, Ricardo Lísias, Ricardo Mello, Ricardo Ramos, Rita Eger, Rita da Rosa, Roberta Tassinari, Roberto Freitas, Rogerio Ghomes, Rosângela Rennó, Rosana Bortolin, Rubens Oestroem, Ruth Steyer, Sandra Checruski, Sandra Correia Favero, Sandra Souza, Sara Ramos, Sarah Uriarte, Sebastião G. Branco, Selo Armazém, Sergio Adriano H., Silfarlem Oliveira, Silvana Leal, Silvana Macêdo, Silvia Teske, Sofia Brightwell, Sofia Brito, Sol Casal, Sonia Brida, Sonia Loren, Sophie Calle, Susana Bianchini, Susano Correia, ta.rafa, Tarkóvski, Telma Scherer, Teresa Siewerdt, Tharciana Goulart, Thiago Mello Brito, Tina Merz, Traplev, Trio Hibisco, Tuane Eggers, Tunga, Ulises Carrión, Ulisses Lociks, Valêncio Xavier, Valmir Knop Junior, Vanda Kair, Vanessa Schultz, Virginie Despentes, Vinícius Flores, Vinícius Nepomuceno, Waltércio Caldas, Wellington Cançado, William Kentridge, Yara Guasque, Yoko Ono, Yves Klein, Yuri Firmeza, Zansky, Zhao Bandi e Zulma Borges

Equipe técnica:

Proponente: Juliana Crispe
Produção executiva: Francine Goudel
Assistência de produção: Franciele Favero
Organização: Fran Favero, Francine Goudel, Juliana Crispe e Raquel Stolf
Equipe e conselho curatorial: Daniela Avelar, Duda Desrosiers, Fran Favero, Francine Goudel, Joana Amarante, Julia Amaral, Juliana Crispe, Michal Kirschbaum, Raquel Stolf, Patrícia Galelli e Silfarlem Oliveira
Curadoria educativa: Andressa Argenta, Isadora Stähelin e Juliana Crispe
Ação educativa: Andressa Argenta, Fabio Luis, Isadora Stähelin, Joana Amarante, João Lazaro, Kátia Speck e Mia Rodrigues 
Montagem: Andressa Argenta, Anna Moraes, Betania Silveira, Carolina Favero, Daniela Avelar, Diego de los Campos, Elaine Schmidlin, Fabio Luis, Fran Fravero, Francine Goudel, Franzoi, Joana Amarante, Juliana Crispe, Juliana Hoffmann, Kellyn Batistela, Luciana Petrelli, Michal Kirschbaum, Rodrigo Sambaqui, Sandra Correia Favero e Silfarlem Oliveira
Conservação, preservação e catalogação do acervo: Sandra Checruski
Assistente de catalogação do acervo: Joana Amarante
Fotografias: Duda Desrosiers e Rodrigo Sambaqui
Designer gráfica: Tina Merz 
Assessoria de imprensa: Néri Pedroso

Realização: Projeto Armazém, Museu de Arte de Santa Catarina (Masc), Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais/Udesc
Produção: Lugar Específico
Apoio: Edital Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura 2017, Funcultural, Fundação Catarinense de Cultura e Governo do Estado de Santa Catarina
Apoio Cultural:  Departamento de Artes Visuais Ceart/Udesc, Espaço Cultural Armazém – Coletivo Elza, Farmácia Ponta do Goulart e Multicor Fine Art 

X
X