fbpx
Notícias

CAU/BR lança documentário em defesa da Habitação Social como questão de saúde pública

Por dezembro 5, 2020 Sem comentários

O documentário “Habitação Social: uma questão de Saúde Pública”, produzido por iniciativa da Comissão de Política Profissional (CPP) do CAU/BR, foi exibido em avant-premiére na abertura da III Conferência Nacional de Arquitetura e Urbanismo do CAU/BR, dia 4 de dezembro. Com foco nos problemas enfrentados por famílias que vivem em assentamentos precários, situação agravada pela pandemia da Covid-19, o filme apresenta possibilidades de transformação desse quadro, a partir do reconhecimento do papel do arquiteto e urbanista e da valorização de seus conhecimentos e habilidades.

O documentário está disponível no canal do CAU/BR no YouTube. Clique aqui para assistir. E será exibido em 16 de dezembro, às 22h30, na TV Cultura de São Paulo – canal aberto – como parte das comemorações do Dia do Arquiteto e Urbanista – 15 de dezembro. Deverá, ainda ser distribuído para emissoras de televisão públicas, canais por assinatura e plataformas digitais como o Vimeo.

“Habitação Social: uma questão de Saúde Pública” revela trata dos problemas enfrentados por famílias que vivem em assentamentos precários, em cidades como São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília e Salvador, situação agravada pela pandemia da Covid-19. E apresenta experiências bem-sucedidas de Assistência Técnica em Habitação de Interesse Social (ATHIS) para promover a saúde das pessoas. São ações realizadas pela ONG Soluções Urbanas (que promove o projeto Arquiteto de Família); pelo programa Vivenda (que faz reformas de baixo custo) e pela Casa da Dona Dalva (projeto do escritório Terra e Tuma, vencedor de vários prêmios). Em todas elas, o foco é a transformação das habitações para que se tornem saudáveis, inclusivas e seguras.

O documentário tem roteiro e direção do jornalista Paulo Markun, apresentação de Didi Couto e supervisão da Assessoria de Comunicação Social do CAU/BR.

Mudança possível

A efetiva implantação da ATHIS nas cidades brasileiras é apontada como solução para a “mudança possível” por arquitetos e urbanistas, empresários e gestores públicos entrevistados no documentário. Trata-se da Lei n. 11.888, de 24 de dezembro de 2008, que assegura às famílias de baixa renda assistência técnica pública e gratuita para o projeto e a construção de habitação de interesse social.

“Temos que ter um plano de governo, um plano de habitação de interesse social. Precisamos de planos de assistência técnica para melhorias urbanas – urbanização de favelas, regularização fundiária”, disse o presidente do CAU/BR, Luciano Guimarães. Para ele, é urgente transformar as cidades brasileiras nesse momento em que as carências e desigualdades se tornaram mais evidentes. “A saúde começa com soluções de infraestrutura, de saneamento, de habitações saudáveis para que as pessoas não adoeçam”, pontuou.

 

 

X
X