Notícias

CASA COR SC apresenta uma das melhores seleções de projetos dos últimos tempos

Por setembro 15, 2017 Sem comentários

A edição 2017 da CASA COR Santa Catarina, inaugurada no último dia 10, já pode ser considerada uma das melhores dos últimos tempos. Apesar de apresentar menos ambientes do que em edições anteriores, os 28 espaços formam um conjunto surpreendente, que encanta visitantes de todos os perfis ou estilos. E não são apenas tendências de decoração que estão em evidência em composições que relevam o ‘jeito de morar’ contemporâneo. Temas conceituais, atuais e importantes, estão também expressos, em impactantes cenários e em detalhes sutis. O ‘não gênero’, o ‘não excesso’ e o combate ao preconceito são bandeiras comuns a vários ambientes. O universo feminino e a valorização do ‘eu interior’, do aconchego e da autenticidade também foram explorados nesta mostra.

É claro que a localização ajuda muito para o encanto geral: o charmoso casarão em frente à Praça Getúlio Vargas, conhecida como Praça dos Bombeiros, por estar próxima a uma unidade da corporação. Centenária, a edificação é tombada pelo patrimônio, propriedade da IDES (Irmandade do Divino Espírito Santo), que mantém abrigo para crianças e adolescentes em situação de risco social junto ao local há 244 anos. A intervenção da mostra revitalizou e qualificou o imóvel, que será futuramente utilizado para eventos que poderão gerar renda à instituição.  “Percebemos que, além de ter um mercado pulsante no setor, Florianópolis valoriza seu patrimônio e sua história, e queremos colaborar com esta obra”, afirma Luiz Bernardo, franqueado da CASA COR SC ao lado de Francis Bernardo.

No total, 46 profissionais assinam os ambientes, que têm entre 15 e 177 metros quadrados. A maioria é formada por veteranos do mercado da arquitetura e da decoração, mas também há jovens arquitetos estreando em grande estilo, como o trio Aline Pires, Natália Prates e Thiele Londero, vencedoras da maratona criativa Archathon, que assinam a cozinha Dois Mundos, inspirada na força e na sensibilidade do casal Anita e Giuseppe Garibaldi; e o trio formado por Fábio Pereira Vitorino, Leandro Ribeiro Sumar e Tauan Zanetta, finalistas da maratona criativa, que assinam o irreverente espaço Ubuntu (circulação e lavabo), projetado sob a bandeira do fim do preconceito e a do não-gênero.

O não-gênero também é o conceito do Lavabo Funcional, projetado por Carol Porto e Isadora Maestri, que também assinam o Café & Restaurante da mostra. Com cabines individuais, o espaço é ‘unissex’, setorizado pela ampla bancada de pias e espelhos também individuais. Destaque para a paginação criada pela dupla com faixas de porcelanato. E, também, no Back to Black, de Marcelo Wolschick e Alexandre Muller, que utilizaram o preto com maestria, valorizando os móveis e objetos sem evidenciar o perfil do usuário desse espaço.

O não excesso está na Suíte da Praia, da arquiteta Priscila Koch, que faz alusão ao estilo de vida florianopolitano; no impressionante espaço Mar Sonoro, Mar sem Fundo e Mar sem Fim… criado pelo arquiteto Marcelo Salum com base na estética/filosofia japonesa Wabi-Sabi, que valoriza a beleza do que é simples. Essa busca pela simplicidade, pela conexão com o nosso ‘eu mais puro’ está também representada na Sauvage Suíte, de Pedro Tessarollo e Jairo Lopes, onde materiais antigos e novas tecnologias foram associados em equilíbrio.

Aproveitando-se da liberdade criativa oferecida pela mostra, muitos profissionais ousaram em propostas autorais surpreendentes, relevam suas preferências pessoais, expressam suas percepções de mundo e de estilo de vida. O arquiteto e designer de interiores Rico Mendonça, por exemplo, planejou a Garagem Renault conforme seu atual momento de vida – da valorização do simples, do ‘não excesso’; os arquitetos Rosane Girardi e Alcides Theiss criaram o Estar para Todos inspirados no ‘jeito multitarefa’ dos jovens de reunir em casa com os amigos e apostaram em composições exclusivas e irreverentes; o arquiteto Sidnei Machado e a designer Karoline Bernardo revelam uma fase mais ‘ousada’ do escritório no Office Inkor, pontuada pela cor marcante que escolheram para a pintura das paredes de todo o ambiente; Diego Viali e Mirian Rodrigues exploram a memória afetiva dos tempos da avó na Cozinha Greenery; e o arquiteto Gabriel Bordin faz algo semelhante, porém com uma proposta mais contemporânea, no Gourmet Living: ele garimpou relíquias da casa da sua avó, como exemplares da enciclopédia Barsa e o relógio do avó para a decoração do espaço. No Lavabo Funcional da Área Gourmet, Vanessa Faller e Maíra Queiroz, rompem com as tradicionais configurações para esse tipo de ambiente e inovam com a instalação de caixas de metal, para o conjunto cuba e espelho e para a inusitada acomodação dos rolos de papel higiênico. Porta-toalheiros e porta-sabonetes também ganharam novas funções na proposta da dupla.

A arquiteta Juliana Pippi, que faz reverência às mulheres na Sala Cor de Rosa e Carvão, inovou no projeto do forro e no wall paper eleito para a parede principal, e surpreende pela criteriosa seleção de objetos e obras de arte para o espaço; as arquitetas Mariana Pesca e Elise Lacerda exploram o universo das ‘influenciadoras digitais’ da área da moda e apresentam um living totalmente assimétrico com muitas criações exclusivas, da paginação do piso aos móveis; Cris Passing e Giovane Marangoni valorizam o encontro entre muitos amigos no amplo espaço Gastrocine, com lounge, living, bar e adega. Na praça VEKA, o engenheiro agrônomo Cláudio Saladini Vieira e a arquiteta Letícia Vieira apresentam uma proposta possível e simples de um jardim produtivo, com hortaliças plantadas em extensas caixas de madeira e até sobre os perfis de PVC que formam pórticos no ambiente.

As restrições construtivas, considerando a estrutura e os elementos tombados pelo patrimônio, exigiram ainda mais empenho dos profissionais na solução dos ambientes. No Lounge Plaza Hotéis, assinado por Priscila Domingues Peres, o piso de ladrilho original do imóvel foi preservado e determinou a proposta cromática do ambiente. No Clube do Vinho, a parede estrutural em forma de arco existente levou os arquitetos Luiz Gustavo Maestri e Christiane Ninck, da Domo Arquitetura, a planejarem dois ambientes para o espaço de adega. A imponência do pé-direito da edificação também foi bem explorada por diversos profissionais.

Há espaço também para o requinte do estilo clássico, em maior evidência no Lobby de Entrada, de Gabriel Hering e Christina Lago, inspirado em hotéis internacionais visitados pela dupla; e na Sala Nobre de Jantar, de Rose Campos, atemporal, planejado para proporcionar momentos de descontração e bate-papo para um “jantar mais demorado”. Elegância e delicadeza ao extremo nos dois ambientes projetados por Rita Lemos e Diogo Lemos, mãe e filho, com tradição em móveis e decoração para o segmento infantil: o Quarto do Bebê e o Quarto do Menino, esse último projetado em parceria com a arquiteta Carina Beduschi.

Surpresas positivas, também, em relação aos materiais e produtos utilizados nos ambientes, fornecidos por lojas e indústrias locais. Destaques para a paleta de cores das tintas da Inkor, sediada em Imbituba; para a variedade de padrões de porcelanatos do Grupo Elizabeth, de Criciúma; para os painéis inéditos de porcelanato e de ônix da Mosarte em destaque Sala Nobre de Jantar; para as luminárias fornecidas pela Ouse Iluminação, de Florianópolis; para os sofás da Studio Ambientes, também da capital catarinense, especialmente os modelos curvos e de grandes dimensões criados especialmente para os ambientes dos arquitetos Marcelo Salum e Cris Passing; para os móveis da Bellacatarina; para os jardins verticais e produtivos e seus sistemas automatizados de irrigação; para as ‘luminárias verdes’ criadas pelo arquiteto André Sartor para os Sanitários Funcionais e que serão comercializadas pela Unnaluz Iluminação; para os padrões e possibilidades oferecidas pelo mobiliário planejado, como os da Florense, no Estar para Todos, e os da Bontempo, na Sala Cor de Rosa e Carvão, e os da Kretzer Móveis, na Loja da Casa; e para os objetos de decoração da Pangea Home Decor, de Balneário Camboriú. E muito mais que vamos mostrar por aqui.

As obras de arte igualmente merecem contemplação. Em cada espaço há uma obra especial, desenvolvida com exclusividade, como a tela ‘Catedral’ criada pelo artista Driin Pedro para o Living para Rezar… e Amar!, dos arquitetos Anna Maya e Anderson Schussler; as telas produzidas por Juliano Aguiar para o Loft de uma Nota Só, de Marco Antonio Medeiros e Cláudia Couto, e para o Escritório da Influenciadora Digital, de Mariana e Elise; para o grafite que retrata o casal Anita e Giuseppe Garibaldi feito pelo artista Julian Gallash para a Cozinha 2 Mundos; e para o painel criado pelo artista Mateus Bailon para a Garagem Renault. E, também, preciosidades das artes plásticas catarinense. Na Sala Nobre de Jantar, há obras originais de Rodrigo de Haro, Paulo Gaiad, fornecidas pela Galeria Helena Fretta, e de Willy Zumblick e Luiz Henrique Schwanke, do acervo pessoal de Rose Campos.

Fique por dentro

Acompanhe aqui pelo site, na fanpage e no perfil do Instagram da revista ÁREA para conhecer mais detalhes de cada ambiente da CASA COR SC 2017. Vamos publicar matérias e post sobre cada um dos espaços da mostra.

E lembre-se: durante a visita, vale a pena conversar com os autores dos projetos, ou pedir orientações aos recepcionistas, para saber o que está por trás daquela ambientação. Em cada detalhe, há uma ‘história’ a ser contada, uma ‘sacada’ interessante ou uma dica exclusiva. Apesar de efêmeros, os cenários apresentados na CASA COR SC revelam mais do que soluções técnicas reais para a criação de espaços de morar, ou trabalhar – eles foram planejados para despertar os sentidos, evocar a sensibilidade, apresentar possibilidades.

E fique atento aos aromas de cada espaço. Se você gostar de alguma fragrância, anote o nome do ambiente e vá até o espaço A Loja da Casa, projetado por Thais Giusti e Bel Mercadante, onde há exposição, ‘degustação’ e venda dos produtos da Mels Brushes Home Fragrances.

 

SERVIÇO

O QUÊ: CASACOR/SC 2017 – Edição Florianópolis

QUANDO: 10 de setembro a 22 de outubro

Terça a Sexta, das 15h às 21h

Sábado, das 13h às 21h

Domingo, das 13h às 19h

ONDE: Praça Getúlio Vargas, 194 – Centro – Antigo casarão do Asylo de Orphans São Vicente de Paulo da IDES (Irmandade do Divino Espírito Santo).

INGRESSOS: Inteira, R$40/Meia, R$20/Passaporte, R$100

 

Fotos: Lio Simas | Divulgação CASA COR SC