Eventos

Bienal de Curitiba realiza Circuito de Ateliês

Por outubro 10, 2018 Sem comentários

A Bienal Internacional de Arte Contemporânea de Curitiba 2018 | 25 anos, que será realizada de 18 de outubro a 30 de dezembro, conta, entre suas diversas atividades, com um circuito de visitação guiada por ateliês de artistas residentes em Curitiba. A atividade será feita no dia 20 de outubro (sábado), com ponto de encontro às 9h na SOMA Galeria e finalizando às 18h no mesmo local. O roteiro inclui oito ateliês de artistas da cidade, com curadoria de Claudia Lara e mediação de Eduardo Amato.

O objetivo da atividade é a aproximação entre público e artistas, criando um canal de diálogo sobre a atividade artística. Uma oportunidade para conhecer o ambiente de criação e experimentar a vivência desses profissionais. Com duração de aproximadamente 40 minutos para cada visita e com um intervalo livre para almoço, o circuito propõe uma imersão coletiva e de reflexão sobre a arte.

Os ateliês

O ateliê pode ser entendido como um universo criativo do artista e um espaço propício para conhecê-lo e compreender suas obras. Os espaços visitados serão os dos artistas Leila Alberti e Giovana Casagrande, Juliane Fuganti, Antonio Wolff e André Mendes, Mazé Mendes, ateliê H-AL, Marcelo Conrado, Emerson Persona e Francis Rodrigues e por fim, Teca Sandrini e Jussara Age, grandes nomes do contexto artístico da cidade.

Curadoria e Mediação

A curadoria do circuito é de autoria da artista Claudia Lara e a mediação fica por conta do artista Eduardo Amato. Claudia Lara conta com diversas exposições individuais e coletivas, tanto nacional quanto internacionalmente. Sua mais recente série, chamada “Ninhos” (2015-2018) possui como temática o aconchego, o feminino e um convite à reflexão das memórias e a busca por pertencimento.

Eduardo Amato é um dos dirigentes da galeria SOMA. Seu trabalho é criado por proposições que envolvem instalações, pintura, escultura e performance. Através de abordagens imersivas dentro de contextos culturais e antropológicos, o artista é motivado por questões como legado e tradição, e como a arte pode ser um conservatório e transmissor desses agentes.

Serviço

O circuito de ateliês acontece no dia 20 de outubro (sábado) a partir das 8h, é gratuito e destinado para o público em geral. O ponto de encontro e de partida do itinerário é a SOMA Galeria, localizada na Rua Brigadeiro Franco, número 2137, no centro de Curitiba.

A atividade é gratuita, mas exige inscrições pelo e-mail  somagaleria@gmail.com até o dia 11 de outubro. As vagas são limitadas.

 

Obra em tinta acrílica sobre prédio de André Mendes, no Circuito de Ateliês da Bienal de Curitiba 2018

error: Para compartilhar esse conteúdo, use o link ou as ferramentas de compartilhamento do site da revista ÁREA e contribua para a valorização do jornalismo especializado.
X
X