fbpx
Notícias

Artista curitibano Rimon Guimarães participa de ação global com painel que ajuda a purificar o ar

Por janeiro 17, 2021 Sem comentários

Com obras em diversas cidades mundo afora, o artista curitibano Rimon Guimarães participa do Converse City Forests, projeto global desenvolvido pela Converse, criadora dos famosos tênis All Star. Trata-se da produção de uma série de murais ao redor do mundo com a utilização de uma tinta fotocatalítica que ajuda a limpar o ar.

O painel criado por Rimon ocupa uma empena de 777 metros quadrados no Largo do Arouche, em São Paulo (SP), o maior que já produziu. À obra, ele deu o nome de “Pindorama”, em referência ao Brasil antes da colonização. Pindorama era como os primeiros habitantes do país chamavam a terra antes da chegada dos europeus. O painel retrata os quatro elementos adorados pelos índios – a terra, o vento, a água e o fogo -, e a cobra, o pássaro e o leopardo, considerados animais de poder.

Segundo Rimon Guimarães, “a onça simboliza a terra em que vivemos, a consciência ambiental e a força. Seu rabo é uma serpente, trazendo o simbolismo do sub mundo, o subterrâneo, o que não vemos. O pássaro simboliza o ar, sendo um mensageiro do mundo material pro imaterial. A planta traz a ideia do processo da tinta de filtragem do ar que é parecido com a fotossíntese. A personagem foi inspirada na vestimenta feminina dos ‘Jurupixunas’ e das pinturas faciais dos povos ‘Xicrins’ e ‘Kayapós'”. Para a produção da arte urbana, que levou 11 dias, Rimon contou com a colaboração de Lya Nazura, artista multidisciplinar da zona leste de São Paulo.

Purificação do ar

A tinta utilizada no painel é a Boysen KNOxOUT, que emprega a  tecnologia fotocatalítica CristalACTiV. De acordo com a empresa, a energia da luz é utilizada para quebrar os poluentes atmosféricos nocivos e convertê-los em substâncias menos nocivas. Qualquer superfície revestida com esta tinta torna-se uma superfície purificadora de ar ativa que ajuda a proteger as pessoas de gases nocivos, segundo a marca.

A quantidade de tinta utilizada no painel de Rimon Guimarães equivale ao plantio de 750 árvores em relação à purificação do ar. No total, todos os painéis do projeto #ConverseCityForests somam o poder de purificação do ar de 5.559 árvores. “A Converse City Forests planta árvores onde as árvores não crescem”,  conceitua a marca.

São Paulo é a única cidade brasileira no “mapa” do projeto. As demais cidades são Bangkok (Tailândia), Varsóvia (Polônia), Belgrado (Sérvia), Santiago (Chile), Sydney (Austrália), Lima (Peru), Joanesburgo (África do Sul), Manila (Filipinas), Cidade do México (México), Cidade de Ho Chi Minh (Vietnã), Ratchaburi (Tailândia), Jacarta (Indonésia) e Chiang Mai (Tailândia).

 

Imagens: reprodução Converse Brasil 

 

 

 

X
X