Notícias

Arquitetos e artistas criam “museu ao ar livre” para revigorar região do Centro de Florianópolis

Por novembro 1, 2019 Sem comentários

Os arquitetos Mário Pinheiro e Ricardo Fonseca, da PSF Arquitetura, estão liderando um movimento voluntário de transformação da paisagem urbana em Florianópolis. É o ARTE COM – festival de arte urbana na comunidade conhecida como “alto centro”. “Nosso propósito é revigorar esta região da cidade, citada até pelo poder público como ‘o outro lado da avenida Mauro Ramos’, uma depreciação que vem acontecendo ao longo dos anos. Nosso olhar não é o de revitalizar, mas de revigorar, de ressignificar”, enfatiza Ricardo Fonseca.

A primeira edição foi realizada no último sábado, dia 26 de outubro, com uma programação que incluiu muita arte, diversão, colaboração, cidadania e solidariedade. Sob a curadoria do muralista Cazão, diversos artistas locais pintaram muros, calçadas e paredes de ruas da região, criando uma espécie de “museu ao ar livre”, dando início a uma série de ações que estão sendo planejadas para levar vida, arte e cultura para essa área da cidade. Já estão integrados ao ARTE COM, os artistas Marcelo Camacho, Cacé,  Azo,  Roeu,  Calu,  Gravata,  Bboy,  San,  Cazão,  Bruno Barbi,  Vejam e Rodrigo Level.

O ponto de encontro foi a Travessa Elisabete de Melo Pereira, esquina com a Servidão Farias, mas o “museu ao ar livre” abrange também a rua José Boiteaux e Crispim Mira. No total, oito muros receberam intervenção dos artistas e, também, de moradores locais, que se motivaram a participar. O roteiro deverá ser ampliado nas próximas edições do ARTE COM, que já estão sendo planejadas. “Assim que viram o resultado da ação, proprietários que haviam negado autorização da pintura nos muros das suas casas receosos de uma possível depreciação dos imóveis, vieram solicitar a inclusão das casas deles no projeto”, comemora Ricardo. E ele conta, emocionado, uma cena que comoveu os participantes. “Uma senhora de uns 70 anos veio até nós com um semblante sério, pegou minha mão e pediu que eu a acompanhasse até a casa dela, no alto da servidão. Lá chegando, ela pediu para incluir o imóvel no roteiro para que a sua casa ficasse ‘a mais linda da rua’”, revela.

Transformação da paisagem

Os arquitetos Mário Pinheiro e Ricardo Fonseca instalaram, recentemente, a sede da PSF Arquitetura na região e têm acompanhado o cotidiano da comunidade local e analisado o histórico da região, que vem atraindo empresas de diversos segmentos, o que contribui para uma maior vida nas ruas do bairro durante todo o dia. A dupla idealizou o ARTE COM como uma contribuição para a comunidade.

A ideia era, a partir da intenção da arte urbana, aplicar arte nos muros de muitas construções já consolidadas para que a própria comunidade tivesse um olhar mais alegre, estimulando a criatividade na sua rotina de inda e vinda, de acordo com Ricardo. “É notório que a maioria dos muros dessas quadras limita o acesso dos pedestres, fazendo com que o foco de visão das pessoas esteja apenas na via. A intenção, então, era fazer os grafites para que as pessoas possam admirar uma paisagem um pouco mais rica”, explica o arquiteto. Inicialmente, o grupo pretendia conferir um “colorido” apenas à extensa escadaria da rua José Boiteaux, importante elemento de conexão dos moradores da parte mais alta da região com a cidade. “Contudo, o movimento ganhou uma proporção maior e vimos que poderíamos estender a intenção da cor para os muros e, assim, criarmos um ‘museu ao ar livre’, como muitos estão chamando”, complementa.

Esta ação foi idealizada em conjunto com a ACOF (Associação Comunitária do Centro Oriental de Florianópolis) e com a Alta Arquitetura, contou com o patrocínio das empresas Anjo Tintas, da 100% Brasil, da Rode Martins e Advogados, da Kuboo e da Larck e com o apoio da  ROST Construtora e de diversas outras empresas e parceiros, incluindo a revista ÁREA.

Além de uma próxima edição do ARTE COM, o grupo já está planejado uma oficina de grafite com a comunidade, para ensinar a prática a adultos, adolescentes e crianças que moram na região. Outra transformação prevista para a região é a instituição da Praça da Criança, em terreno já doado pela prefeitura e que vem sendo planejada pela comunidade, com a participação e apoio de diversas empresas e instituições e do Movimento Traços Urbanos, grupo multidisciplinar que atua de forma voluntária e colaborativa para a requalificação dos espaços urbanos de Florianópolis. O projeto executivo da Praça, uma contribuição da PSF Arquitetura, está em fase de aprovação junto aos órgãos públicos.
Fotos: Rodrigo Mendonça | Divulgação ARTE COM 

 

error: Para compartilhar esse conteúdo, use o link ou as ferramentas de compartilhamento do site da revista ÁREA e contribua para a valorização do jornalismo especializado.
X
X